Arquivos mensais: junho 2015

Post patrocinado: Aposte na nona rodada do Brasileirão

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

A nona rodada do Campeonato Brasileiro começa neste sábado com o Sport surpreendendo a todos na primeira posição da tabela, enquanto Vasco, Flamengo e Coritiba lutam para se afastar da zona do rebaixamento. No domingo, a emoção fica por conta dos clássicos entre Palmeiras x São Paulo e Flamengo x Vasco. Vamos procurar aqui no 188BET as melhores apostas online para esta rodada.

O Sport vai precisar se superar se quiser se manter na liderança do Brasileirão após a nona rodada, pois vai enfrentar um adversário que se destaca quando joga em casa, a Chapecoense. O time catarinense venceu 3 dos 4 jogos que fez na Arena Condá contra Joinville, Santos e Coritiba, sendo a única derrota contra o vice-líder São Paulo. Além disso, no último jogo a Chapecoense surpreendeu a todos vencendo o Cruzeiro fora de casa, o que colocou o time na nona colocação. Já o Sport vem de vitória em casa sobre o lanterna Vasco, mas ainda não venceu fora de casa, com 3 empates em 3 jogos.

A Chapecoense é a favorita para vencer nesta partida com cotação de 1.85, contra 4.30 para uma vitória do Sport e 3.25 para o empate. Em dois dos três jogos que fez como visitante, o Sport marcou dois gols, enquanto a Chapecoense marcou ao menos um gol em três dos quatro jogos que fez em casa. Apesar de não ter Cleber Santana para este jogo, é provável que o jogo tenha muitos gols, o que faz a aposta “acima de 2” a 1.84 uma boa aposta, pois temos 84% de lucro sobre o valor apostado se o jogo tiver 3 ou mais gols. Se forem marcados exatamente dois gols, a aposta é devolvida.

O domingo será marcado por dois grandes clássicos do futebol brasileiro. Em São Paulo, o Palmeiras, 13º colocado, tentará sair desta desconfortável posição ao receber o São Paulo, que é o vice-líder do campeonato e com uma vitória pode assumir a liderança isolada da competição, enquanto uma derrota pode tirar o tricolor do G4. No Rio de Janeiro, o clássico será entre dois times desesperados por vitórias, pois o Flamengo está na 17ª colocação querendo sair do Z4 com uma vitória, enquanto o Vasco ainda não venceu um único jogo na competição e é o último colocado com apenas 3 pontos.

No 188BET o Palmeiras é favorito para vencer em casa com cotação de 2.28, contra 3.00 para a vitória tricolor e 3.20 para o empate. Sem muita margem para erro em relação a seus objetivos no campeonato, podemos esperar os dois times buscando a vitória a todo momento, com o tricolor usando uma tática ofensiva com seu novo treinador, o que pode significar um jogo de muitos gols. A aposta “Acima de 2 gols” a 1.79 pode ser a melhor aposta também para este jogo, pois se exatamente dois gols forem marcados temos a aposta devolvida. No clássico carioca o favorito é o Flamengo, com a cotação de 2.00 para a vitória, contra 3.75 para uma vitória do Vasco e 3.15 para o empate. Com Sheik querendo mostrar serviço em seu retorno ao clube e o rival em momento de grande dificuldade. Apostar em “Flamengo -0.5” a 2.07 pode ser a melhor opção aqui, pois precisamos apenas que o rubro-negro vença o lanterna do campeonato.

Aproveite as apostas em futebol que o 188BET oferece e apimente ainda mais a rodada, podendo ganhar dinheiro de verdade. Bom divertimento e boa sorte!

*Cotações corretas no momento da redação 

Os números Ibope|Repucom: Flamengo e rivais cariocas

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Muito se fala em “exposição em mídia” quando o assunto é televisionamento, propriedades de patrocínio e repercussões em geral. No entanto, quem mensura isto? Como? Estariam os valores que envolvem o futebol em linha com os retornos proporcionados?

Para ajudar a responder estas perguntas, o Blog Teoria dos Jogos teve acesso a um material elaborado pelo Ibope|Repucom – braço do instituto Ibope responsável pelas métricas de exposição das marcas em mídia. As estatísticas foram disponibilizadas com exclusividade para o Clube de Regatas do Flamengo, razão pela qual o Rubro Negro é o enfoque das figuras abaixo. Entretanto, Vasco, Fluminense e Botafogo também são analisados, proporcionando um interessante comparativo quanto ao valor dos quatro rivais cariocas em termos locais e nacionais.

Sobre as transmissões em TV aberta e fechada:

Fig 01

O alcance do Flamengo em 2014 (ano-base dos números aqui expostos) foi de 80% da região metropolitana do Rio de Janeiro. Isto significa que por lá, 8,6 milhões de indivíduos assistiram, em algum momento, aos jogos do clube. Em São Paulo este alcance foi bem inferior (20%), mas como a população é maior, 3,9 milhões de paulistanos se ligaram nas marcas e patrocínios ao Rubro Negro. Em termos acumulados, 134 milhões de pessoas acompanharam o Fla pela TV.

Sobre as mídias sociais:

Fig 02

Além do mais alto índice de conteúdo positivo, as postagens com a palavra “Flamengo” (já devidamente filtradas para seu significado futebolístico) se deram em número 44% superior às relativas ao Vasco, 175% acima do Botafogo e 237% à frente do Fluminense.

Sobre cobertura e audiências:

Fig 03

Em linha com os números expostos pelo Twitter de Vinicius Paiva, ao longo de 2014 o Fla atingiu 22,6 pontos médios em suas 46 transmissões em TV aberta. Vasco (31 televisionamentos), Fluminense (28) e Botafogo (19) não ultrapassaram a barreira dos 17 pontos cada um. Neste ponto, necessário um adendo: não foi considerado o share das partidas (percentual de televisores ligados em determinado canal), informação tão importante quanto os pontos na mensuração da audiência de um clube. Entretanto, o Rubro-negro também se destaca neste quesito, mantendo sempre entre 40% e 45% de participação (contra algo entre 30% e 35% dos rivais).

Sobre o número de transmissões por mercado:

Fig 04

Pasmem, é Manaus quem mais acompanha o Fla na telinha: 38 transmissões, superando Rio de Janeiro e Brasília (37 cada). Isto se dá por conta do bloqueio de praça que impede a transmissão de alguns jogos no Maracanã para a própria cidade, casos em que a Região Norte se alinha à Globo SP em busca de jogos do Mais Querido. Em tempo: Porto Alegre (18), Goiânia (17), Campinas (10) e São Paulo (7) estão no extremo oposto.

Por fim, tempo e valores da exposição:

Fig 05

Numa avaliação quantitativa, os patrocinadores tiveram R$ 1,1 bilhão em exposição (R$ 307 milhões sob uma ótica qualitativa) durante 268h26min de transmissões. O Fla teve ainda o maior retorno da Série A na propriedade máster frontal, além de 172h40min de exposições do backdrop.

O Blog Teoria dos Jogos se compromete a apurar os números relativos aos quatro grandes de São Paulo, visando uma real comparação entre as marcas de maior valor e exposição do futebol brasileiro.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

A Pesquisa da Vez: Goiana/PE

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Detalhamento da pesquisa:

Localidade: Goiana, Pernambuco

Instituto: Plural Pesquisa

Amostra: 400 entrevistas em junho de 2015

Margem de erro: 4,9 p.p

De relance, um olhar desatento presume a capital de Goiás. Mas o mapeamento aqui exposto se refere ao município pernambucano de Goiana, na região da Zona da Mata, a 62 km da capital Recife. Trata-se de uma cidade pequena – apenas a 19ª maior do estado – com cerca de 78 mil habitantes. Mas que “entrou para o mapa” ao ser eleita pelo grupo Fiat para implantação da primeira fábrica da Jeep no Brasil, resultando num investimento multibilionário e na criação de milhares de postos de emprego.

Seguem os números:

Fig 01

A proximidade com a capital faz com que Goiana se encontre relativamente em linha com seu perfil. Por isto, a liderança pertence ao Sport (25%), seguido pelo Santa Cruz (13%) e o Náutico (7%). É aí que reside a surpresa: apesar da localização na divisa com a Paraíba e dos meros 51 km de João Pessoa (mais perto que o Recife), a quarta maior torcida é a do Corinthians (6%), não a do Flamengo (2%). O Rubro-Negro surge empatado com Palmeiras e São Paulo, um ponto à frente do Vasco.

Leiam também: Ronaldinho é oferecido ao Corinthians 

Eis o cerne de uma relativa polêmica que recentemente veio à tona. Assim que desembarcou no Brasil, a Jeep procurou o Flamengo e se tornou patrocinadora do uniforme rubro-negro, com aportes de R$ 4,5 milhões (barra traseira) até o fim de 2015. A parceria partiu da montadora, ao contrário das prospecções tradicionais que tem início no departamento de marketing dos clubes. Isto gerou um mal estar em face da supremacia dos clubes do Recife na região, da falta de aproximação com a comunidade e da inexpressividade da torcida do Flamengo.

É cristalino que a Jeep/FIAT acertou com o Fla em busca de visibilidade nacional. Por que não dizer, visou ainda sinergias com o consumidor do Nordeste – que tem no Flamengo sua maior expressão. A grande questão é que a simpatia nordestina aos cariocas é inversamente proporcional ao sentimento que se nutre no estado onde está a planta industrial. Talvez a rusga fosse solucionada se a empresa investisse em propriedades menores num dos integrantes do “trio de ferro” pernambucano – se não nos três.

Mas voltando à pesquisa, foram também divulgados recortes por gênero, idade, escolaridade e renda:

Fig 02

A única análise que merece destaque reside nas tabulações por faixa etária. Embora pareça surpreendente que o Flamengo marque apenas 2%, não foram encontrados rubro-negros na faixa mais avançada (acima de 50 anos), o que presume que naquela região isto sempre foi assim. Em compensação, não há qualquer crescimento rubro-negro no nível mais jovem, onde arrebata apenas 2% dos torcedores de 16 a 29 anos.

Já o Corinthians vive situação oposta, consagrando seu crescimento em regiões onde há alguns anos não tinha destaque. De um total de 2% de corintianos mais que cinquentenários, o alvinegro vê sua massa explodir até 10% do total de adultos jovens (16-29). Nesta faixa, os paulistas atropelam até forças locais como o Náutico (6%), colando no Santa Cruz (12%). O único pernambucano a registrar crescimento é o Sport, que sai de 21% dos mais velhos para 27% entre jovens.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

 

Post Patrocinado: Aposte na partida entre Brasil e Venezuela

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

A situação no grupo do Brasil, pela Copa América, está totalmente indefinida, com os quatro times empatados com os mesmos 3 pontos. Após perder para a Colômbia e ainda perder Neymar para o resto da competição, o Brasil joga a vida contra a Venezuela, tradicional freguês da seleção brasileira, mas que já mostrou ser competitiva ao derrotar a Colômbia na estreia. Vamos encontrar no 188BET, um dos sites de apostas online mais confiáveis do mundo, as melhores apostas para esta importante partida no domingo.

O substituto de Neymar no time titular do Brasil provavelmente será Robinho, que tem as mesmas características do craque do Barcelona, mas dificilmente vai conseguir substituí-lo a altura. Com o time enfraquecido, as chances da Venezuela aumentam, e automaticamente as cotações da vitória do Brasil também aumentam, o que pode ser uma boa oportunidade para lucrar. A vitória do Brasil está cotada a 1.56 no 188BET, enquanto uma possível vitória da Venezuela paga a cotação de 6.20, e o empate, que praticamente colocaria as duas equipes na próxima fase, cotada a 3.70.

Para aqueles mais otimistas e que acreditam que o Brasil pode superar a ausência de seu maior astro, o mercado de handicap asiático pode ser uma boa opção de aposta. Neste mercado, aposta “Brasil -1” paga 2.06 e gera 106% de lucro caso o Brasil vença por dois gols ou mais de diferença, porém se a vitória for por um gol de diferença a aposta é devolvida. Para os pessimistas, apostar em “Venezuela +1” a 1.86 é o caminho, pois temos lucro caso a Venezuela vença ou empate, e temos o valor da aposta devolvido caso a Venezuela perca por apenas um gol.

O mercado de gols também pode ser promissor nessa partida, pois o empate em 0x0 pode ser perigoso para as duas equipes, então apenas se defender não é o caminho para ninguém. A Venezuela provavelmente irá tentar explorar o mau bom momento da seleção brasileira e vai atacar, motivado pela vitória sobre a Colômbia. No 188BET a aposta “Acima de 2/2.5 gols” paga 1.91 e é vencedora caso haja 3 gols ou mais na partida. Se houver exatamente dois gols, metade da aposta é devolvida.

Você também pode tentar adivinhar quais jogadores marcarão gols nesta partida, e as cotações deste mercado são sempre muito boas. Para Robinho marcar um gol, por exemplo, a cotação é de 2.50, mesma cotação para o gol de Firmino. Do lado da Venezuela o favorito para marcar é Rondon, com cotação de 3.50.

Entre agora mesmo no 188BET e registre-se para aproveitar toda a diversão que as apostas em futebol tem para oferecer, além da possibilidade de ganhar dinheiro de verdade. Bom divertimento e boa sorte!

Patrocinadores do Fla – quem são e quanto injetam

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Há três dias trouxemos com exclusividade uma entrevista com Pedro Daniel, responsável pela área de Sports Management da BDO, empresa que avaliou o rubro-negro como marca mais valiosa do mercado brasileiro. Além das cotas de TV e do tamanho da torcida, o executivo citou a supremacia em patrocínios como um dos elementos-chave para a retomada da “marca Flamengo”.

Leia também: Flamengo não desiste de tirar Ganso do São Paulo

Há cerca de um mês, no II Encontro de Negócios Rubro-Negros, o Flamengo fez um roadshow em que expôs suas conquistas, realizações e apresentou produtos e propriedades a um seleto grupo de investidores. Àquele momento, a montagem do backdrop chamou atenção por conter um número de marcas bem superior ao painel convencional – utilizado em entrevistas com jogadores e dirigentes. Estavam ali todas as marcas associadas ao clube, desde patrocinadores diretos até as que envolvem permutas, produtos ou serviços. E mais: o backdrop incluía companhias que investiram nos projetos patrocinados, fazendo dos esportes amadores sustentáveis pela primeira vez em muitas décadas.

Fig 01

Diante disto, o Blog Teoria dos Jogos apurou exatamente quem são e quanto injetam as muitas parcerias vigentes do Flamengo, numa lista por ordem de investimento que indica a área a que se destinam os aportes:

Maior ou igual a R$ 10 milhões/ano:

Adidas – futebol

Caixa – futebol

Guaravita/Guaraviton – futebol

 

Entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões/ano:

Jeep – futebol

Tim – futebol e basquete

Peugeot – basquete

Sky – basquete

Herbalife – futebol

Estácio – basquete

MRS Logística – esportes olímpicos

Furnas – esportes olímpicos

Brahma – futebol

Lafarge – futebol e esportes olímpicos

 

Entre R$ 100 mil e R$ 1 milhão:

CSN – esportes olímpicos

Ipiranga – futebol e esportes olímpicos

Gatorade – futebol e esportes olímpicos

Brasil Brokers – esportes olímpicos

Bioleve – futebol e esportes olímpicos

Man – futebol

Cableworks – futebol

 

Abaixo de R$ 100 mil/ano:

Bonsucesso – esportes olímpicos

X|Tudo – futebol

CSM – futebol

Unicef – futebol

Equinix (Alog) – futebol e esportes olímpicos

GVT – futebol e esportes olímpicos

Pontal Esportes Grama Sintética – clube social

Greenleaf – futebol

Ernst Young – esportes olímpicos

Ao angariar número tão expressivo de patrocinadores, o Flamengo demonstra ser possível ir além da mera exposição em uniforme, aprofundando relacionamentos a um nível até então apenas verificado em gigantes europeus. O benefício, neste caso, torna-se um desafio, uma vez que cabe ao departamento de marketing ativar parcerias, fidelizar as empresas e tratá-las como as verdadeiras clientes do clube que de fato são.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o blog Teoria dos Jogos no Facebook!

 

O valor das Marcas 2015 – Entrevista com Pedro Daniel (BDO)

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Certamente a publicação mais aguardada no que tange ao valuation dos clubes no país é elaborada pela BDO Brazil. Trata-se do “Valor das Marcas – 30 clubes brasileiros”, que este ano trouxe à tona uma importantíssima reversão no topo do ranking. Sai o Corinthians, histórico ocupante da condição de marca mais valiosa do Brasil, entra o Flamengo. Ainda que em situação de literal empate técnico, a verdade é que pela primeira vez o Rubro-Negro não vê nenhum outro clube à sua frente. Trata-se da cereja do bolo em meio ao processo de reconstrução da reputação do clube da Gávea.

A título de informação, o novo ranking ficou assim:

Fig 01

Pela ótica da BDO, apesar da brutal crise econômica, a desvalorização passou longe do futebol brasileiro. Prova disto foi que as trinta maiores marcas vivenciaram aumento de 13%, saindo do total de R$ 7,13 bilhões em 2014 para R$ 8,06 bilhões. Se o recorte for 2011 para cá, a valorização atinge incríveis 82%. Entre os trinta clubes, apenas sete viram seus números minguarem na comparação com o ano passado: Corinthians, Santos, Náutico, Ponte Preta, Guarani, Atlético-GO e Fortaleza.

Leiam também: Brasil goleia Senegal e chega à final do Mundial Sub-20

Para entender melhor critérios e pontos de vista de quem elaborou o estudo, o Blog Teoria dos Jogos conversou com Pedro Daniel, Sports Manager da BDO Brazil, a quem desde já agradecemos a entrevista:

Blog Teoria dos Jogos – Conte-nos um pouco a respeito dos critérios utilizado pela BDO na versão 2015 da análise “O Valor das Marcas”.

Pedro Daniel – Baseamos nossa análise em mais de 20 critérios, desmembrados em 3 grandes pilares: Torcida – Que seria toda a gama de consumidores dos clubes / Receita – Tudo o que o clube consegue converter em receita. Ex: Quanto uma empresa paga para estampar o uniforme de um clube? Quanto a televisão paga para transmitir suas partidas? / Mercado – Em que cenário o clube está inserido. É um local desenvolvido? Poder de compra é compatível?

BTJ – Segundo o estudo “Brand Finance Football 50”, realizado por uma consultoria britânica, a marca mais valiosa do Brasil seria a do São Paulo, valendo meros US$ 95 milhões (R$ 296 milhões). O segundo posto pertenceu ao Corinthians, com US$ 79 milhões (R$ 246 milhões). Qual a razão de tamanho descolamento entre as avaliações?

PD – Tanto Brand Finance, Forbes, Interbrand quanto a BDO, têm metodologias distintas de valorar a marca dos clubes. Algumas consideram os ativos fixos, outras analisam o endividamento, o tamanho da torcida, engajamento nas mídias sociais, sucesso dentro de campo, etc. Na nossa avaliação, desconsideramos ativos fixos e endividamento.

BTJ – O que pesou a favor do Flamengo (ou contra o Corinthians) que levou à situação de empate técnico entre as duas marcas – com ligeira vantagem rubro-negra?

PD – O Flamengo teve em 2014 a maior receita com patrocínio do país, maior cota de televisão e tem sua torcida pulverizada por quase todo o país. Além disso, nos dois últimos anos teve a maior receita sem transferência de atletas do Brasil.

BTJ – Apesar do péssimo ano em campo, o Palmeiras foi o único paulista a apresentar crescimento. Dadas as atuais condições, a estagnação de Corinthians e São Paulo seria pontual ou os mesmos bateram no limite de seus valores? Como o Santos pode reverter a tendência de queda verificada desde a saída de Neymar?

PD – O limite está bem longe do valor atual. O potencial de crescimento ainda é enorme! O Corinthians e o São Paulo, nos dois últimos anos, tiveram redução de receita. O São Paulo está sem patrocinador master por um período considerável e o Santos vive período de “ressaca pós Neymar”. O Santos tem que fazer um trabalho mais profundo pois o período Neymar foi uma exceção e não a regra da história do clube.

BTJ – Sob a ótica dos “doze grandes”, o expressivo resultado do Flamengo é contrabalanceado pelas últimas posições ocupadas por Vasco, Fluminense e Botafogo. Você concorda com a tese (um tanto polêmica) de que a cidade do Rio de Janeiro não comportaria quatro grandes clubes?

PD – Discordo dessa tese. A cidade do Rio é uma metrópole mundial, com mais de 6 milhões de habitantes, mercado desenvolvido, etc. Comparo o Rio de Janeiro com Milão, Londres e, inclusive, São Paulo que são cidades com pelo menos 2 grandes clubes.

BTJ – Apesar dos títulos e da condição de referência em certas ações de marketing (ex: sócio-torcedor), o Internacional vem reiteradamente se encontrando abaixo do Grêmio em valor de mercado. Por quê?

PD – O Grêmio teve uma receita de patrocínio superior à do Inter, além de um grande engajamento nas suas lojas oficiais, hamburgueria, paletas mexicanas e todas suas receitas com licenciamento. Tem também o fato de a nova arena do Grêmio já ter sido explorada por mais tempo que o novo Beira-Rio

BTJ – Que motivos fizeram o Cruzeiro crescer tão mais do que o Atlético-MG na comparação com a edição anterior do estudo?

PD – O Cruzeiro teve, pelo segundo ano seguido, a maior receita com bilheteria do país, além da maior média de público da série A. Além disso é o atual bicampeão nacional e tem um sócio-torcedor bem desenvolvido se comparado ao rival.

BTJ – No médio prazo, é concebível a algum clube do Nordeste desbancar integrantes do top-12 ou trata-se de uma realidade imutável? Que vantagens a marca do Bahia leva sobre a do Sport Recife?

PD – É possível sim. Os clubes do Rio Grande do Sul são bons exemplos. Mesmo não estando localizados nas principais praças do país (São Paulo e Rio de Janeiro), ativam suas marcas de maneira diferenciada, valorizando-as. O Bahia é o clube do Nordeste com a maior torcida, maior receita e é um dos que, com um bom trabalho de marketing, pode sim entrar no seleto rol dos 12 clubes mais valiosos do Brasil.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Post Patrocinado: Aposte na estreia do Brasil na Copa América

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

A Copa América de 2015 começou esta semana no Chile e o Brasil estreia neste domingo contra o Peru. Para apagar a má impressão deixada após a Copa do Mundo no ano passado, o novo técnico da seleção, Dunga, vai apostar suas fichas nesta competição, e você pode apostar online as partidas pelo site 188BET.

Após 10 jogos e 10 vitórias, sofrendo apenas dois gols e devolvendo ao torcedor brasileiro a confiança na seleção, chegou a hora da verdade para Dunga e seus jogadores. Com uma Copa América que tem tudo para ser complicada por ter seleções muito fortes como Argentina, Chile, Uruguai e Colômbia pela frente, o Brasil precisará mostrar todo o seu futebol se quiser chegar ao título.

O primeiro jogo será contra o Peru, seleção que não tem muitas esperanças de ir longe na competição, mas que tem talentos individuais importantes como Pizarro, Farfan e Paolo Guerrero. No último amistoso que fez antes da Copa América, o Peru empatou em 0x0 com o México, adversário que o Brasil venceu com facilidade por 2×0 também em amistoso.

A cotação para vitória do Brasil é de 1.28, contra 8.30 para a vitória peruana e 5.80 para que o jogo termine em empate. Isto significa que teremos 28% de lucro apostando no Brasil, caso a seleção brasileira tenha sucesso em seu jogo de estreia – apostando 100 reais se transformam em 128 reais. Para os mais otimistas, a aposta “Brasil -1.5” pode ser a melhor opção, pois paga uma cotação bem mais alta, de 1.97. Nesta aposta temos lucro caso o Brasil vença por dois gols ou mais de diferença.

Além de apostar no vencedor da partida também podemos explorar o mercado de gols. Para esta partida temos disponível no 188BET a aposta “Acima de 2.5 gols” a 1.71, ou seja, se tivermos 3 gols ou mais, independente de qual dos times marcar, temos 71% de lucro. O Brasil marcou 21 gols nos últimos 10 jogos, e agora jogará com ainda mais entusiasmo, portanto esta pode ser uma grande aposta.

Outro mercado muito popular e que pode ser muito divertido é o de “Jogador a Marcar”, onde você pode tentar advinhas quem marcará o primeiro gol, o último gol, ou se um jogador vai marcar a qualquer momento. Para este jogo a cotação para o Neymar marcar o primeiro gol da partida é de 3.25, cotação bastante alta que nos renderia um lucro de 225%! Para os mais ousados, a aposta Paolo Guerrero para marcar a qualquer momento paga 5.50, ou seja, 450% de lucro!

Registre-se no 188BET e aproveite a Copa América para se divertir e lucrar acompanhando os melhores jogos com as apostas online.

As maiores rendas da história – versão 2015

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Desde que o Blog Teoria dos Jogos iniciou este levantamento, nos idos de 2011, muitos processos já foram verificados. Antes das arenas, partidas em São Paulo costumavam deter a primazia no ranking das maiores rendas do futebol brasileiro. A Seleção também capitalizava em nível muito superior ao dos clubes.

Veio a Copa, com Mineirão e Maracanã ficando prontos um ano antes. Numa feliz coincidência, clubes destes estados (principalmente os mineiros) monopolizaram os principais títulos jogados desde então. Sua entrada na lista esvaziou a importância dos eventos paulistas e canarinhos. Mas a tendência é que a partir de agora, pouco a pouco as coisas se encaixem numa situação de maior equilíbrio.

Com rendas impensavelmente maiores do que as de antigamente, a inclusão de novas partidas nesta lista está cada vez mais difícil. Volta à tona, portanto, aquela antiga combinação do poder aquisitivo: Seleção Brasileira + São Paulo. No ano de 2015, apenas Brasil x México – jogado domingo passado no estádio do Palmeiras – teve força para figurar aqui. Nenhum clube, nenhum amistoso da Seleção em outras praças.

Vamos à atualização:

RANKING EM JOGOS ENTRE CLUBES

1) Atlético-MG 2 x 0 Olímpia – Mineirão (MG) – 24/07/2013 – Público: 56.557 – Renda:  R$ 14.176.146,00 – Final Libertadores 2013;

2) Flamengo 2 x 0 Atlético-PR – Maracanã (RJ) – 27/11/2013 – Público: 57.991 – Renda: R$ 9.733.785,00 – Final Copa do Brasil 2013;

3) Cruzeiro 0 x 1 Atlético-MG – Mineirão (MG) –26/11/2014 – Público: 39.786 – Renda: R$ 7.855.510,00 – Final Copa do Brasil 2014;

4) Santos 0 x 0 Flamengo – Mané Garrincha (DF) – 26/05/2013 – Público: 63.501  – Renda: R$ 6.948.710,00 – Brasileirão 2013;

5) Atlético-MG 4 x 3 Lanús – Mineirão (MG) – 23/07/2014 – Público: 54.786 – Renda: R$  5.732.930,00 – Recopa 2014;

6) Cruzeiro 3 x 0 Grêmio – Mineirão (MG) – 10/11/2013 – Público: 56.864 – Renda: R$ 5.231.711,00 – Brasileirão 2013;

7) Palmeiras 0 x 2 Sport – Allianz Parque (SP) – 19/11/2014 – Público: 35.939 – Renda: R$ 4.915.885,00 – Brasileirão 2014;

8 ) Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro – Independência (MG) – 12/11/2014 – Público: 18.578 – Renda: R$ 4.741.300,00 – Final Copa do Brasil 2014;

9) Atlético-MG 4 x 1 Flamengo – Mineirão (MG) – 05/11/2014 – Público: 41.352 – Renda: R$ 4.615.660,00 – Semifinal Copa do Brasil 2014;

10)  São Paulo 2 x 1 Internacional – Morumbi (SP) – 05/08/2010 – Público: 57.113  – Renda 4.484.282,25 – Semifinal Libertadores 2010

Obs1: Partidas recém incluídas no ranking estão em negrito.

Obs2.: Os valores expressam a renda bruta de partidas na história recente do nosso futebol, não sendo corrigidos pela inflação. O objetivo deste levantamento é justamente a comparação intertemporal de valores, evidenciando a majoração dos preços ao longo dos anos 

 

RANKING EM JOGOS DA SELEÇÃO

1) Brasil 1×0 Sérvia – Morumbi (SP) – 6/6/2014 – Público: 63.280 – Renda: R$8.693.940,00 –Amistoso

2) Brasil 2 x 2 Inglaterra – Maracanã (RJ) – 02/06/2013 – Público: 57.280 – Renda: R$ 8.615.730,00 – Amistoso;

3) Brasil 3 x 0 França – Arena Grêmio (RS) – 09/06/2013 – Público: 51.643 – Renda: 6.833.515,00 – Amistoso;

4) Brasil 2 x 0 México – Allianz Parque (SP) – 07/06/2015 – Público: 34.659 – Renda: R$ 6.737.030,00 – Amistoso;

5)  Brasil 0 x 0 Argentina – Mineirão (MG) – 18/06/2008 – Público: 52.527 – Renda: 6.605.255,00 – Eliminatórias Copa 2010;

6)  Brasil 1 x 0 Romênia – Pacaembu (SP) – 07/06/2011 – Público: 30.059 – Renda : R$ 4.357.705,00 – Amistoso;

7)  Brasil 4 x 2 Chile – Pituaçu (BA) – 09/09/2009 – Público: 30.370 – Renda: R$ 4.350.425,00 – Eliminatórias Copa 2010;

8 )  Brasil 2 x 1 Paraguai – Arruda (PE) – 10/06/2009 – Público: 55.252 – Renda: R$ 4.322.555,00 – Eliminatórias Copa 2010;

9)  Brasil 2 x 1 Uruguai – Morumbi (SP) – 21/11/2007 – Público 65.379 – Renda: R$ 4.321.225,00 – Eliminatórias Copa 2010;

10) Brasil 6 x 0 Austrália – Mané Garrincha (DF) – 07/09/2013 – Público: 40.428 – Renda: R$ 3.751.640,00 – Amistoso;

Leia também: Dunga convoca Daniel Alves

RANKING AGREGADO (SELEÇÃO + CLUBES)

1) Atlético-MG 2 x 0 Olímpia – Mineirão (MG) – 24/07/2013 – Público: 56.557 – Renda: R$ 14.176.146,00 – Final Libertadores 2013;

2) Flamengo 2 x 0 Atlético-PR – Maracanã (RJ) – 27/11/2013 – Público: 57.991 – Renda: R$ 9.733.785,00 – Final Copa do Brasil 2013;

3) Brasil 1×0 Sérvia – Morumbi (SP) – 6/6/2014 – Público: 63.280 – Renda: R$ 8.693.940,00 – Amistoso

4)  Brasil 2 x 2 Inglaterra – Maracanã (RJ) – 02/06/2013 – Público: 57.280 – Renda: R$ 8.615.730,00 – Amistoso;

5) Cruzeiro 0 x 1 Atlético-MG – Mineirão (MG) –26/11/2014 – Público: 39.786 – Renda: R$ 7.855.510,00 – Final Copa do Brasil 2014;

6)  Santos 0 x 0 Flamengo – Mané Garrincha (DF) – 26/05/2013 – Público: 63.501 – Renda: R$ 6.948.710,00 – Brasileirão 2013;

7)   Brasil 3 x 0 França – Arena Grêmio (RS) – 09/06/2013 – Público: 51.643 – Renda: 6.833.515,00 – Amistoso;

8 ) Brasil 2 x 0 México – Allianz Parque (SP) – 07/06/2015 – Público: 34.659 – Renda: R$ 6.737.030,00 – Amistoso;

9)   Brasil 0 x 0 Argentina – Mineirão (MG) – 18/06/2008 – Público: 52.527 – Renda: 6.605.255,00 – Eliminatórias Copa 2010;

10) Atlético-MG 4 x 3 Lanús – Mineirão (MG) – 23/07/2014 – Público: 54.786 – Renda: R$  5.732.930,00 – Recopa 2014;

Com ingressos que variavam de R$ 100 a R$ 600, o embate do Allianz Parque nos brindou também com um ticket médio altíssimo – o quarto maior da história:

 

MAIORES TICKETS MÉDIOS DA HISTÓRIA

1) Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro – Independência (MG) – 12/11/2014 – Público: 18.578 – Renda: R$ 4.741.300,00 – Final Copa do Brasil 2014 – Ticket: R$ 255

2) Atlético-MG 2 x 0 Olímpia – Mineirão (MG) – 24/07/2013 – Público: 56.557 – Renda:  R$ 14.176.146,00 – Final Libertadores 2013 – Ticket: R$ 250; 

3) Cruzeiro 0 x 1 Atlético-MG – Mineirão (MG) –26/11/2014 – Público: 39.786 – Renda: R$ 7.855.510,00 – Final Copa do Brasil 2014 – Ticket: R$ 197

4) Brasil 2 x 0 México – Allianz Parque (SP) – 07/06/2015 – Público: 34.659 – Renda: R$ 6.737.030,00 – Amistoso – Ticket: R$ 194;

5) Flamengo 2 x 0 Atlético-PR – Maracanã (RJ) – 27/11/2013 – Público: 57.991 – Renda: R$ 9.733.785,00 – Final Copa do Brasil 2013 – Ticket: R$ 167;

6) Brasil 2 x 2 Inglaterra – Maracanã (RJ) – 02/06/2013 – Público: 57.280 – Renda: R$ 8.615.730,00 – Amistoso – Ticket: R$ 150;

7) Brasil 1 x 0 Romênia – Pacaembu (SP) – 07/06/2011 – Público: 30.059 Renda : R$ 4.357.705,00 – Amistoso–Ticket: R$ 145;

8 ) Brasil 4 x 2 Chile – Pituaçu (BA) – 09/09/2009 – Público: 30.370  Renda: R$ 4.350.425,00 – Eliminatórias Copa 2010– Ticket: R$ 143; 

9) Brasil 1×0 Sérvia – Morumbi (SP) – 6/6/2014 – Público: 63.280 – Renda: R$8.693.940,00 –Amistoso – Ticket: R$ 137;

10) Palmeiras 0 x 2 Sport – Allianz Parque (SP) – 19/11/2014 – Público: 35.939 – Renda: R$ 4.915.885,00 – Brasileirão 2014 – Ticket: R$ 136;

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o blog Teoria dos Jogos no Facebook!

O risco dos balanços

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Na proximidade de adentrarmos a segunda quinzena de junho, a sensação é que a temática dos “balanços” arrefeceu por completo. Pudera: a obrigação legal para publicação das demonstrações financeiras (fim de abril) faz de maio um mês recheado de análises sobre receitas e endividamentos. Algumas semanas depois, entretanto, a mídia parece não considerar novas abordagens na área. O Blog Teoria dos Jogos, remando contra esta maré, vem a público tocar numa verdadeira ferida.

É fato que demonstrações financeiras muitas vezes apresentam fragilidades que são ocultadas pela ignorância do público geral na leitura de documentos do tipo. Pior: em alguns casos, balanços podem mesmo não apresentar qualquer fidedignidade, nenhum reflexo da situação econômico-financeira das instituições. É por isto que existem as empresas de auditoria.

Auditores contábeis, de maneira geral, são os responsáveis pela inspeção e análise das demonstrações contábeis de uma empresa. Caso não concordem com algum procedimento, são feitas ressalvas – sejam elas brandas ou mais severas. Nos casos extremos em que um balanço é rejeitado, as auditorias suavemente emitem um “no opinion” quanto ao conteúdo avaliado.

Os processos adotados pela “contabilidade criativa” dos clubes de futebol fazem com que, no Brasil, nenhuma das chamadas Big4 globais (PriceWaterhouse Coopers, Deloitte, Ernst Young e KPMG) aceitem auditá-los. Em compensação, outros players do “Top 20 global” se prontificam a fazê-lo.

O tamanho e a localização geográfica de uma empresa não tem relação necessária com sua capacidade. Sendo assim, auditores regionais podem ser tão competentes quanto gigantes internacionais. Mas a prática nos diz que clubes cujos processos são questionados jamais terão suas contas aprovadas por um destes gigantes.

Com isto em vista, o Blog Teoria dos Jogos decidiu questionar a qualidade das demonstrações apresentados pelos clubes brasileiros. Para tanto, nos debruçamos sobre avaliações contidas nos próprios balanços. E mais: recorremos à consultoria de fontes de alto gabarito no mercado*, solicitando avaliações sobre o risco dos auditores e dos próprios balanços. Tudo com base no grau de severidade atribuído às fragilidades encontradas.

*Por questões éticas, seus nomes não serão divulgados.

Os clubes cujos balanços foram avaliados são os seguintes:

Botafogo – clique aqui para acessar o balanço

Flamengo – clique aqui

Fluminense – clique aqui

Vasco – clique aqui

Corinthians – clique aqui

Palmeiras – clique aqui

São Paulo – clique aqui

Santos – clique aqui

Atlético-MG – clique aqui

Cruzeiro – clique aqui

Grêmio – clique aqui

Internacional – clique aqui

Atlético-PR – clique aqui

Coritiba – clique aqui

Bahia – clique aqui

Segue uma tabela com aqueles cujo risco foi considerado “Baixo”:

Fig 01
Clique para ampliar

Em posição de destaque, Atlético-PR, Atlético-MG, Cruzeiro, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Corinthians e Coritiba. Apenas este último teve identificada uma fragilidade, ainda assim relativamente branda (a falta de exposição da fatia do clube nos direitos econômicos de seus atletas). Já o Cruzeiro, embora detentor de um balanço confiável, delegou a auditoria a pessoas físicas.

Internacional e Palmeiras tiveram seus balanços avaliados como de “médio risco”. A explicação reside no campo “Fragilidades”, se referindo à adesão colorada à Timemania e à avaliação palmeirense quanto à depreciação de seu imobilizado:

Fig 02
Clique para ampliar

Já Botafogo e Bahia tiveram balanços avaliados como de “alto risco”:

Fig 03
Clique para ampliar

O clube da Estrela Solitária viu a Mazars emitir “opinião com ressalvas”, com base nas duas fragilidades expostas na tabela – aqui consideradas de severidade “Média” e “Gravíssima”. Já o Tricolor baiano teve três fragilidades, de severidades “Média”, “Gravíssima” e “Grave”.

Grêmio e Vasco foram os clubes que mais deram motivos para ressalvas dos auditores – respectivamente sete e seis. Por isto foram balanços considerados de “altíssimo risco”:

Fig 04
Clique para ampliar

Por fim, uma situação de completa exceção, a do Santos:

Fig 05
Clique para ampliar

Simplesmente não foi possível avaliar sua situação patrimonial, uma vez que o Peixe não foi auditado. As “informações gerais” de seu balanço foram tão somente estas:

Fig 06

Ou seja, o alvinegro praiano divulgou suas demonstrações na data-limite alegando estar ainda “em processo de conclusão de auditoria”. Só que de lá pra cá, nada mais foi dito…

Este levantamento tem como intuito demonstrar a situação antagônica em que se encontram os clubes no Brasil, com apenas parte deles zelando pela transparência e as boas práticas contábeis. Infelizmente, quando maus exemplos e interesses escusos partem da própria CBF, não existem tantos motivos para esperança.

Desde já o Blog Teoria dos Jogos se coloca como um espaço aberto para esclarecimentos tanto da parte dos clubes quanto dos auditores.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Post Patrocinado: Aposte online em esportes neste fim de semana

Header 188BET 728 x 90 Brasileirão

O fim de semana será agitado no mundo das apostas esportivas online. No sábado acontecerá a grande final da Liga dos Campeões, o Brasileirão terá vários jogos no fim de semana, e domingo acontece a grande final do torneio de tênis em Roland Garros entre Novak Djokovic e Stanislas Wawrinka, e você pode aproveitar as promoções do 188BET para levar ainda mais vantagens para suas apostas.

Trio MSN e Nole

A final da Champions League entre Barcelona e Juventus promete ser muito emocionante, com o duelo entre o trio ofensivo do Barcelona Messi, Suarez e Neymar em pleno funcionamento contra a grande defesa da Juventus, que estará desfalcada de Chiellini, mas ainda sim será dura de superar. A cotação para a vitória do Barcelona é de 1.61 contra 5.25 para a vitória da Juventus, em Berlin, e ainda 3.85 para que o jogo termine em empate. Uma das melhores apostas possíveis neste jogo está no mercado de handicap asiático, com a aposta “Barcelona -1” a 2.11, onde temos lucro caso o Barça vença por dois ou mais gols de vantagem. Se o time de Messi vencer por exatamente um gol de diferença, a aposta é devolvida.

O 188BET ainda oferece uma grande promoção para você aproveitar este confronto de gigantes na final da Liga dos Campeões: você pode apostar até 20 reais ou 20 dólares antes do início da partida e caso você perca a aposta será devolvida. Confira os termos e condições desta promoção através do link http://goo.gl/TGNja7.

A rodada do Campeonato Brasileiro começa neste sábado e termina no domingo com 10 grandes jogos que ajudarão a definir as posições do Brasileirão 2015. Entre estes jogos um chama a atenção por ser um grande clássico do futebol brasileiro, Atlético Mineiro e Cruzeiro. Os dois times mineiros enfrentam neste sábado e o Atlético é o grande favorito para vencer por jogar em casa e estar em um grande momento, ocupando a 4ª posição, enquanto a Raposa conquistou a primeira vitória no campeonato apenas na quarta-feira contra o Flamengo, saindo da zona de rebaixamento. A cotação para a vitória do Galo é de 1.85, contra 4.35 para a vitória do Cruzeiro, e 3.30 para o empate. O Atlético está em vantagem nesta partida, mas por se tratar de um clássico tudo pode acontecer e o Cruzeiro merece respeito, então a melhor aposta pode ser “Cruzeiro +0.5” a 2.06 no handicap asiático. Nesta aposta temos lucro caso o Cruzeiro evite a derrota.

Para o Brasileirão também tem promoção exclusiva no 188BET. Aposte ao vivo três vezes dentro do período da promoção e ganhe um bônus de 30 reais para realizar mais apostas. Confira os termos e condições desta promoção através do link http://goo.gl/XBqilT.

Aproveite as promoções do 188BET e divirta-se com as apostas online, mais uma maneira de se divertir e lucrar com seus esportes favoritos. Registre-se e solicite seu bônus de até 188 reais para novos apostadores.