Arquivos mensais: julho 2015

Post Patrocinado: Final da Libertadores 2015

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Tigres e River Plate representam México e Argentina na grande final da Copa Libertadores da América de 2015, com o primeiro jogo sendo disputado no México e o segundo na Argentina. Após um grande campeonato de ambos, chegou a hora de descobrirmos quem será o grande campeão e quais são as melhores apostas online para este jogo no 188BET.

O Tigres vem fazendo ótimos jogos principalmente quando joga em casa, com o brasileiro Rafael Sóbis e o francês Gignac se destacando bastante no setor ofensivo, e a última vítima dos mexicanos foi o Internacional, que perdeu por 3×1 na semifinal mas foi completamente dominado durante todo o jogo. Antes disso o time mexicano eliminou Emelec e Universitario Sucre, mostrando que está motivado para ser o primeiro time mexicano campeão da Libertadores, mesmo não estando apto a participar do Campeonato Mundial de Clubes se vencer. O jogo será de torcida única, e certamente o estádio estará lotado para esta grande decisão.

O River conquistou a vaga para a final com relativa facilidade, pois não precisou jogar o segundo tempo contra o Boca nas oitavas de final, contou com uma péssima atual do Cruzeiro no segundo jogo das quartas de finais e enfrentou um time mais fraco, o Guarani do Paraguai, nas semifinais. Na fase de grupos, o River foi o último colocado geral, mas conseguiu dois empates com o Tigres, um deles em 2×2 no México. Se conseguir repetir o feito seria um ótimo resultado, pois o segundo jogo será realizado na Argentina. O destaque do River tem sido Mora, que já marcou 4 vezes na competição

No 188BET o favorito é o dono da casa, com cotação de 2.20, contra 3.20 para uma vitória do River, e 3.00 para que o jogo termine em empate. Isto significa que a cada real apostado, temos 1.20 de lucro caso o Tigres confirme seu favoritismo e saia na frente pelo título do torneio mais importante da América. Para uma aposta mais segura, podemos apostar no handicap asiático “Tigres 0/-0.5” a 1.87, pois nesta aposta temos metade do valor devolvido em caso de empate.

Registre-se no 188BET e aproveite as melhores cotações e mercados oferecidos para a grande final da Copa Libertadores 2015 e faça suas apostas em futebol sem sair de casa.

A Pesquisa da Vez: Maringá (PR) – 2015

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Detalhamento da pesquisa:

Localidade: Maringá, Paraná.
Elaborador: Faculdade Cidade Verde (FCV)
Amostra: 453 entrevistados em maio de 2015
Margem de erro: 2,5 p.p

Uma das principais características das torcidas no interior do Paraná é a primazia das equipes paulistas entre as preferências: trata-se de algo presente em todos os levantamentos publicados pelo “antigo” Blog Teoria dos Jogos. Uma das mais belas e importantes cidades da região, com 391 mil habitantes e alto índice de desenvolvimento humano, Maringá não foge às características do norte paranaense. Foi o que identificaram os alunos do curso de economia da Faculdade Cidade Verde (FCV), num dos mais recentes materiais do gênero:

Arte: maringanews.com.br
Arte: maringanews.com.br

O Corinthians lidera de forma absoluta (24,28%), com percentual quase duas vezes superior ao do segundo colocado, Palmeiras (12,8%). Em situação de completo empate técnico, São Paulo (11,26%) e Santos (10,82%) surgem nos calcanhares alviverdes. Tradicional estranho no ninho, o Flamengo aparece com 4,64% da torcida. A partir de então temos o próprio Maringá (2%), além de Internacional (1,33%), Cruzeiro (1,2%) e Grêmio (1%) ultrapassando a marca unitária. Clubes do estado, como Atlético-PR (0,87%) e Coritiba (0,66%), chafurdam nas insignificantes 11ª e 12ª colocações, respectivamente.

Embora não se trate de instituto com registro em órgão de classe, chamou atenção o alinhamento desta pesquisa com algumas anteriores. Tanto em 2008 quanto em 2012, o instituto Paraná Pesquisas trouxe à tona números bastante semelhantes – especialmente na comparação com 2012:

Fig 02

Percebam que não é de hoje o descolamento corintiano nem o tríplice empate entre Santos, Palmeiras e São Paulo. O Flamengo sempre surge em posição intermediária, ainda que agora num patamar ligeiramente abaixo. Além destes cinco, nenhum clube apresenta força para se fazer realmente presente às ruas de Maringá.

Talvez por não se tratar de um instituto formal, não foram divulgadas tabulações por gênero, renda ou escolaridade – o que pouco revelaria devido à baixa amostragem. O Blog Teoria dos Jogos tentou contato com o coordenador da pesquisa, não obtendo sucesso.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Opinião: Eleições e repercussões do racha na diretoria do Fla

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Fig 01

Sempre foi de conhecimento público, mas a ferida só se mostrou realmente aberta quando Luiz Eduardo Baptista abandonou o barco. A revolta pela postura do clube na disputa com a FERJ foi, de certa forma, mero pretexto do ex-vice presidente de marketing do Flamengo para renunciar ao cargo em fevereiro. A questão ali era reassumir o comando dos movimentos em um jogo de xadrez que ocorria no coração da antiga “Chapa Azul”, hoje rachada.

Eduardo Bandeira de Mello foi eleito presidente do Flamengo em meio a um contexto ímpar. Impedido pelo estatuto de se candidatar, Wallim Vasconcelos cedeu o posto a ele como fruto de uma decisão colegiada. Os empresários – que se uniram para extirpar o câncer da administração anterior – coordenariam de maneira não personalista, através de decisões tomadas via consenso ou maioria em seu chamado “núcleo duro”. Mandariam todos, mesmo aqueles que não tivessem cargo formal na direção.

O que alega este grupo – que hoje anuncia oposição nas eleições de dezembro mesmo ocupando cargos na atual diretoria – é justamente que o presidente não honrou com o combinado. Supostamente envaidecido com o sucesso de uma gestão cujos méritos seriam dos notáveis, Bandeira internalizara benefícios políticos, ganhando luz própria e passando a agir com base em seus ideais. O parlamentarismo – com figura presidencial tão somente protocolar – teria se tornado presidencialismo de fato.

Foi com base no exposto que BAP, já há alguns meses, passou a arquitetar reuniões em São Paulo com antigos e atuais nomes da diretoria do Fla. Tendo como consequência o lançamento (de novo!) de Wallim Vasconcelos como candidato e representante da filosofia original dos azuis.

A grande questão é a seguinte: Até que ponto o Flamengo saiu perdendo com o ofuscar de antigas lideranças? Se analisarmos friamente, veremos que é verdade: o presidente ganhou envergadura que fugia do planejamento original. Mas estaríamos de fato diante de um caso onde “o combinado não sai caro”? Em meio a tantas pressões dentro e fora dos gramados, Bandeira se mostrou sereno, ousado, pacifista e rompedor na medida certa. Encarou desafios com capacidade que muitos dos que hoje lhe fazem oposição – caso do próprio Wallim, quando vice de futebol – não fizeram. Proporcionou, assim, uma guinada não planejada em sua direção. Baseada em virtudes que lhe devem ser atribuídas.

O resultado foi verificado por todos. De uma instituição arrasada, alvo de toda sorte de processos e chacotas, o Flamengo se impôs. Fez valer seu peso em ouro e se consolidou como clube de maior receita, marca mais valiosa e maior faturamento de marketing do Brasil. Jogadores de prestígio voltaram a querer envergar o Manto, enquanto o próprio governo federal o colocou na dianteira de um processo de moralização do futebol.

É lógico que tais mudanças não se devem apenas a alguém, mas a toda a filosofia implantada pelo grupo que elegeu (e hoje refuta) o presidente. Mas também é fato que, se metade daqueles nomes hoje se lançam opositores, a outra metade segue firme no intuito de continuar fazendo o Flamengo maior. Estes inúmeros profissionais – espalhados pelos departamentos jurídico, de administração, comunicação, patrimônio e marketing – são uma realidade, tornando seus possíveis substitutos incógnitas. Caberia mudar um time vitorioso e perder expertise a esta altura, mediante tão bons resultados?

E mais: será mesmo que alguns dos que trabalham pela “nova oposição” o fazem só por pensarem no colegiado? Ora, se a insurreição ocorreu justamente quando seus nomes, antes tidos e havidos como “verdadeiros mandatários do Flamengo”, se perderam em desimportância à sombra da liderança positiva de Eduardo Bandeira de Mello…

Se o racha entre as boas mentes rubro-negras só faz interessar a antigos corvos que se ouriçam na hipótese de voltarem à carga, a manutenção deste Flamengo higienizador é algo que interessa, por baixo, a trinta e cinco milhões de brasileiros. Isto porque, ideologicamente, a doutrina tem a simpatia de milhões de outros. É algo que independe das cores que se enverga.

Eis, portanto, minha particular posição, na condição de editor do Blog Teoria dos Jogos e associado rubro-negro com direito a voto. Uma posição a favor do presidente Eduardo Bandeira de Mello nas eleições do final do ano.

VINICIUS PAIVA

Todas as audiências do futebol 2015 (RJ e SP)

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Na semana passada, dissemos que existem três elementos primordiais no tocante à exposição de cada clube – e ao valor que auferem da TV: o total de transmissões, a audiência proporcionada por elas e o alcance das partidas, medido pelo número de praças para as quais são veiculadas. Este último foi cerne de uma análise exclusiva do Blog Teoria dos Jogos, conforme se verifica no link acima. Agora, focamos os dois primeiros elementos.

Com base em números divulgados pela assessoria de imprensa da TV Globo (sempre expostos no nosso Twitter), trazemos agora uma tabela completa com a audiência dos times do Rio e de São Paulo, em conjunto com esclarecedores resumos por dia da semana, perfil das partidas e campeonato. Trata-se de um levantamento inédito, baseado em informações valiosas e guardadas a sete chaves por clubes e anunciantes.

FLAMENGO

Fig 01
Clique para ampliar

Fig 02

Números relativos às transmissões da TV Globo para o Rio de Janeiro. Em negrito, clássicos veiculados para a própria praça. Em vermelho, shares calculados com base em proporção. Jogos aos sábados foram expostos individualmente mas não aglutinados.

Embora exista a convenção de que o Flamengo tem um número muito maior de televisionamentos entre os cariocas, a verdade é que pelo menos a comparação com o Vasco denota relativo equilíbrio. Em 2015 o Rubro-Negro monopolizou 20 transmissões de um total de 52 (38%) frente a 16 transmissões vascaínas (30%). Botafogo (nove partidas, 17%) e Fluminense (sete partidas, 13%) surgem bem atrás.

O Flamengo é líder absoluto em audiências mesmo na própria comparação com São Paulo (o que será exposto adiante). Em pontos, supera seus rivais na maioria dos recortes, seja por dia, apelo ou competição. No tocante ao share, vence em absolutamente todas as óticas – nem o Corinthians se aproxima. É também o principal foco de audiências da TV Globo, detentora dos direitos de televisionamento.

Em benefício ao clube, o fato da TV colocá-lo às quartas num nível destoante: foram simplesmente 13 jogos contra seis aos domingos. Isto infla suas audiências pois é exatamente às quartas que se verificam os melhores números . Em compensação, veiculam-se muito poucos clássicos do time (partidas com apelo bem maior): apenas três em 2015. É exatamente aí que a maior torcida do Brasil se destaca. Sua audiência nas 17 partidas “normais” (não-clássicos) atinge a extraordinária média de 23,7 pontos e 44% de participação. Em jogos de pouco apelo, o Flamengo cumpre papel de verdadeira bola de segurança na TV brasileira.

VASCO

Fig 03
Clique para ampliar

Fig 04

Alguns números do Vasco acabam mascarados por ter sido o campeão dos clássicos na TV até aqui. Muito por ter decidido o Carioca, o cruzmaltino foi veiculado em seis jogos do gênero, atingindo ótimas médias de 27,5 pontos (53%) e perdendo apenas para Fla, Corinthians e São Paulo sob este ponto de vista.

O Vasco se saiu bem no Estadual pelas razões expostos no parágrafo anterior, mas a verdade é que seus números na Copa do Brasil e no Brasileirão (onde já teve outro clássico televisionado) decepcionam: média igual ou inferior a 19 pontos e 38% de share.

FLUMINENSE

Fig 05
Clique para ampliar

Fig 06

Até agora o carioca mais afastado da TV, o Flu apresenta, por larga margem, as piores audiências: médias de 18 pontos e 37%. Mas nem tudo é o que parece. O Flu vai tão mal porque foi o clube com menos clássicos na TV (só um) e com menos duelos em dia nobre (apenas uma quarta-feira). Em suma, seus números poderiam ser melhores se não atuasse em condições tão adversas. De qualquer maneira, pertence ao Fluminense a pior audiência do ano: 14 pontos totais no confronto diante do Bangu.

BOTAFOGO

Fig 07
Clique para ampliar

Fig 08

Fora o baixo número de partidas transmitidas, a situação botafoguense é perfeitamente antagônica à tricolor: tem mais jogos às quartas (três) e um alto índice de clássicos (quatro entre nove) que enviesam a análise. Os 22,6 pontos e 44% de share do Bota seriam excepcionais não fossem uma artificialidade. Em “não-clássicos” e em jogos da Copa do Brasil, o alvinegro cai para níveis próximos aos do Flu. Uma curiosidade: é com a estrela Solitária que a Band aufere seus melhores resultados no Rio: média de 2,6 pontos e 4% de share.

CORINTHIANS

Fig 09
Clique para ampliar

Fig 10

Números relativos às transmissões da TV Globo para São Paulo. Em negrito, clássicos veiculados para a própria praça. Em vermelho, shares calculados com base em proporção. Jogos aos sábados foram expostos individualmente mas não aglutinados.

Embora haja chiadeira pelo excesso de “corintianização”, o fato é que é o Corinthians quem segura as audiências na TV paulista. Eis o único clube, ao lado do Flamengo, a marcar mais de 40% de share em qualquer recorte analisado. Além disto, supera o rubro-negro em audiências às quartas (25,8 a 24,8 pontos) e na maior pontuação absoluta do ano (33 pontos, no embate frente ao São Paulo).

Mas o clube também se destaca no número de jogos televisionados. Em 22 ocasiões se assistiu ao Corinthians na TV, percentual de 39% superior a toda a concorrência. Em São Paulo, quem mais se aproxima é o Tricolor Paulista (18 jogos, 32%). Palmeiras (dez jogos, 18%) e Santos (seis jogos, 11%) fazem figuração.

SÃO PAULO

Fig 11
Clique para ampliar

Fig 12

Entre os paulistas, pertence ao Tricolor a menor proporção de clássicos sobre o número total de transmissões (cinco entre 18), o que significa números bem pouco inflados por demandas extraordinárias. Sendo assim, seus 22 pontos com 40% colocam-no em um seleto rol de audiências inferiores apernas às de Flamengo e Corinthians. Mais: sua pontuação média em clássicos (28,4 pontos) é a maior do Brasil. Em direção oposta, o clube do Morumbi proporcionou a pior audiência do ano em São Paulo: 15 pontos totais diante da Chapecoense.

PALMEIRAS

Fig 13
Clique para ampliar

Fig 14

Números irreais. Se o Palmeiras aparece na TV, 70% de chances de ser em clássicos. Em jogos normais, decepcionou na Copa do Brasil – competição onde atinge meros 18 pontos e 32%, o menor share entre as agremiações comparadas.

SANTOS

Fig 15
Clique para ampliar

Fig 16

Mesma lógica palmeirense, só que em ainda menos jogos. Curiosamente, metade das partidas televisionadas do Peixe foi contra o próprio Verdão. Outra: num interessante paralelo com o perfil de audiências do Botafogo, é o Santos quem atinge os melhores índices para Band em São Paulo (4,67 pontos).

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Post Patrocinado: Aposte nas semifinais da Libertadores

Header 188BET 728 x 90 Brasileirão

É tudo ou nada para os quatro times que sobreviveram até as semifinais da Copa Libertadores da América 2015. River Plate, Guarani, Internacional e Tigres lutam por duas vagas na final, e River e Inter já saíram em vantagem nesta disputa. Vamos procurar no 188BET as melhores apostas online para estes jogos, adicionando ainda mais emoção ao campeonato mais importante da América do Sul.

O River Plate superou todos os prognósticos após a desastrosa campanha na fase de grupos, onde terminou como o pior entre os classificados, e eliminou Boca Juniores e Cruzeiro para chegar até as semifinais, e no primeiro jogo contra o Guarani se impôs em casa e venceu por 2×0, indo ao Paraguai com a vantagem de poder perder por até um gol de diferença que mesmo assim se classifica para mais uma final. Os argentinos podem até mesmo perder por dois gols de diferença, desde que marquem ao menos uma vez fora de casa, o que dá uma tranquilidade grande para o time do River.  O Guarani chegou até esta fase após surpreender o Corinthians nas oitavas e superar o Racing nas quartas.

No 188BET a cotação para a vitória do River Plate fora de casa é menor do que a cotação para a vitória do Guarani, o que significa que o River é favorito mesmo jogando no Paraguai. A vitória dos visitantes paga 2.14, enquanto a vitória dos donos da casa paga 3.25 e o empate também 3.25. Assim, a aposta no mercado de handicap asiático “River Plate 0/-0.5” a 1.90, pois caso o jogo termine empatado temos metade da nossa aposta devolvida.

Na quarta-feira o Internacional, única equipe brasileira nesta fase da competição, terá uma parada duríssima contra o Tigres, equipe mexicana que joga muito bem em casa e tem um ataque de respeito, com o brasileiro Rafael Sóbis e o equatoriano Gueron se destacando. Apesar da vitória no primeiro jogo, a vantagem do Inter é muito frágil, pois o adversário marcou um gol fora de casa e agora no México precisa apenas de uma vitória simples de 1×0 para avançar à final. Para chegar até aqui o Internacional eliminou o Atlético Mineiro e Santa Fé, sempre com jogos bastante disputados e com algum sacrifício, enquanto o Tigres superou o Universitario Sucre e o Emelec.

O Tigres é grande favorito para vencer o confronto com cotação 1.67, contra cotação de 5.10 para a vitória do Internacional e 3.25 para o empate. Assim, ficar ao lado do time brasileiro pode ser uma boa ideia pois gera um lucro de 410% sobre o valor apostado. Outra aposta interessante está no mercado de gols, com a aposta “Acima de 2/2.5 gols” pagando 2.05. Nesta aposta temos 105% de lucro caso o jogo tenha 3 ou mais gols marcados, mas temos metade da aposta devolvida caso o jogo tenha exatamente dois gols marcados.

No 188BET você encontra estas e outras apostas esportivas online com as melhores cotações e excelentes mercados, principalmente no handicap asiático. Registre-se e boa sorte!

Post Patrocinado: Apostas online para a 14ª rodada do Brasileirão

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Neste fim de semana tudo pode mudar no Campeonato Brasileiro quando o líder enfrentar o terceiro colocado e mais dois clássicos agitarem esta que deve ser uma das rodadas mais emocionantes do campeonato. Para aumentar ainda mais a emoção envolvida nestes jogos podemos apostar online e quem sabe até ganhar dinheiro com nosso esporte favorito no 188BET.

Fluminense e Vasco fazem um dos clássicos do fim de semana, e os dois times estão em situação exatamente opostas no campeonato – enquanto o Fluminense é vice-líder, o Vasco é o vice-lanterna. Esta situação coloca o tricolor das Laranjeiras, que já soma cinco vitórias e um empate nos últimos seis jogos, porém se olharmos o histórico recente do confronto entre os dois o Vasco acaba se tornando o bicho-papão do clássico, pois o Flu não vence desde agosto de 2012 (nove jogos). Um dos grandes problemas do Vasco nesta temporada tem sido o ataque, que marcou apenas 5 vezes em 12 jogos e é o pior ataque do campeonato – para compararmos, o atacante Fred do Fluminense tem cinco gols marcados, o mesmo número do ataque cruzmaltino. Além do atacante veterano, o Fluminense terá a estreia de Osvaldo no ataque, o que pode aumentar ainda mais a superioridade do tricolor.

No 188BET o favorito para ganhar o jogo é o Fluminense com cotação de 1.81, contra a cotação de 4.20 para uma vitória do Vasco e 3.20 para o empate. Com uma cotação tão baixa em clássicos, não tem muito valor apostar no Fluminense, e com o time do Vasco na situação em que se encontra também não torna a aposta atraente, apesar da cotação alta, então é aconselhável procurar outro mercado para apostar. No mercado de gols a aposta “Acima de 2 gols” paga 1.73 e nos dá lucro caso o jogo tenha 3 ou mais gols, mas caso haja exatamente dois gols temos a aposta devolvida.

O outro clássico do fim de semana também vai colocar frente a frente dois times em situações totalmente distintas, quando Palmeiras e Santos se enfrentarem na Allianz Arena. O Palmeiras é o sétimo colocado do campeonato e já mira o G4, que esta a apenas quatro pontos de distância após a série de quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos. Já o Santos se encontra na zona de rebaixamento com apenas 10 pontos conquistados e ainda precisa de pelo menos 1 ponto para sair do Z4 após perder quatro jogos consecutivos e ver seu principal jogador se transferir para a China. Apesar disso, o Santos tem o artilheiro da competição, Ricardo Oliveira, com 8 gols marcados nesta temporada. Assim como o Fluminense, o Palmeiras também vai promover a estreia de um atacante: Lucas Barrios, que vai começar no banco de reservas.

A Arena lotada e o ótimo momento dão ao Porco o favoritismo absoluto para esta partida, com cotação de 1.87 para a vitória do time da casa, contra 3.95 para uma vitória do Santos e 3.20 para que o jogo termine em empate. Mais uma vez podemos encontrar as melhores apostas para este jogo no mercado de gols, onde podemos apostar que “Ambas as Equipes Marcam” a 1.93. Com o ótimo ataque palmeirense de um lado e o artilheiro da competição de outro, esta parece uma ótima aposta.

Registre-se no 188BET e aproveita as melhores apostas online disponíveis neste que é um dos sites mais confiáveis do mundo. Bom divertimento e boa sorte.

 

O alcance das transmissões de TV (RJ vs SP)

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Três são os elementos que precisam ser levados em conta quando analisamos a exposição dos clubes como elemento dimensionador das cotas de televisionamento. Em primeiro lugar, o total de transmissões envolvendo cada um. Em segundo, a audiência proporcionada por estas transmissões – em tese, quanto maior a torcida, mais gente assistindo. Tratam-se de números fáceis de ser levantados – o próprio Blog Teoria dos Jogos os divulga semanalmente em seu Twitter. O problema reside no terceiro elemento: o “alcance” de cada partida, ou seja, para quantas praças cada transmissão é veiculada. Discorramos.

Transmissões em TV aberta no Brasil são um produto cuja exclusividade pertence à Globo, sendo esta uma sublicenciada da Fox apenas no tocante à Copa Libertadores. De fevereiro a maio, treze estados acompanham regionais próprios através de suas afiliada locais. A não ser em datas cujo calendário fica vago, estas praças não estão autorizadas a deixarem de transmitir seus estaduais. Os 14 estados remanescentes (incluído aí o Distrito Federal) alinham com a transmissão da TV Globo do Rio de Janeiro, fazendo com que o Campeonato Carioca seja o único produto a ser exibido em mais de um estado, salvo exceções ressalvadas.

Intercalados com os estaduais, temos as transmissões das Copas do Brasil e Libertadores. A partir de maio, entra em cena o Campeonato Brasileiro. Nestes torneios, na maioria das vezes terminam as obrigatoriedades, com cada afiliada podendo escolher sua partida de acordo com audiências e com a configuração de torcidas local. Tal escolha recai sobre as transmissões de uma das “Globos nacionais”: a do Rio (SAT Rede) ou a de São Paulo (SAT SP).

A pergunta é: cariocas e paulistas tem seus jogos difundidos para quantos estados? Estamos diante de uma informação pública, divulgada pela própria emissora por meio de seus canais digitais. Ainda que conhecer este perfil faça toda a diferença, a resposta não é fácil por se tratar de um levantamento trabalhoso, pois a cada confronto o alcance muda ao sabor da preferência das afiliadas.

É aí que entra o Blog Teoria dos Jogos. Em um estudo totalmente exclusivo, analisamos o perfil de cada uma das 43 transmissões das TVs Globo do Rio e de São Paulo em 2015 – únicas que veiculam partidas para mais de um estado com consistência*. O levantamento não inclui amistosos ou torneios de pré-temporada como o Super Series, disputado em Manaus por Flamengo, Vasco e São Paulo em janeiro. Não foram consideradas transmissões da TV Bandeirantes, canais fechados ou parabólicas, bem como partidas da Seleção Brasileira.

*Apenas esporadicamente, filiais ou afiliadas tem suas partidas difundidas para além da praça-sede. Exemplos de 2015: Bahia x Ceará (final da Copa do Nordeste), para BA e CE. Cruzeiro x River Plate (Libertadores), para MG e RS. Flamengo x Sport (Brasileirão), para PE e DF.

CAMPEONATOS ESTADUAIS (CARIOCA VS PAULISTA)

Ao longo de 16 datas, o Campeonato Carioca concorreu diretamente com o Paulista em 2015. Como já foi dito, por questões contratuais não houve margem para escolha: os jogos do Rio saíram para algo entre 14 e 16 estados por ocasião, com o Paulista se reservando aos limites do estado (PR, MS e CE receberam-no em pelo menos uma circunstância).

CAMPEONATO CARIOCA VS PAULISTAS NA LIBERTADORES

Num ano em que nenhum time do Rio foi para a Libertadores, por três quartas-feiras o Estadual confrontou com jogos de Corinthians ou São Paulo pelo torneio continental. Isto fez com que o número médio de estados que o acompanham o Carioca tenha caído para 13, enquanto cinco estados (em média) alinharam com a Globo SP. Diferença relativamente pequena quando comparada ao cenário anterior porque  ainda havia o compromisso da maioria afiliadas com seus torneios locais, limando suas opções de escolha.

Houve aqui uma exceção: San Lorenzo x Corinthians foi veiculado numa data sem jogos do Carioca, quando se encaixou na grade um amistoso do Flamengo contra o Nacional/URU (“despedida de Leo Moura”). Foi a única ocasião em que se verificou absoluta reversão do televisionamento: 20 estados seguiram o alvinegro, ficando apenas o Rio com o Fla.

COPAS (DO BRASIL E LIBERTADORES): RJ VS SP

Temos aqui nosso cenário mais equilibrado. Dez jogos da Globo Rio (sempre pela Copa do Brasil) confrontaram com a Globo SP (Libertadores ou Copa do Brasil). Com afiliadas livres para optarem, valeu o peso da competição da Conmebol: onze estados, em média, ficaram ao lado dos paulistas, contra os mesmos onze dos cariocas. Em cinco oportunidades, a Globo SP teve maioria de afiliadas. A Globo Rio só mantinha o equilíbrio quando a Libertadores saía de cena (Copa do Brasil vs Copa do Brasil). Ou em jogos do Flamengo.

Aqui, a partida mais propagada foi São Paulo x Cruzeiro, pela Libertadores, acompanhada em 22 estados. Em seguida vem Flamengo x Náutico, pela Copa do Brasil (21 estados). No extremo oposto, Botafogo x Capivariano, pela Copa do Brasil, só pode ser vista no Rio de Janeiro.

Neste cenário, dos dez jogos da Globo RJ, quatro foram do Flamengo – veiculados em média para 16 estados. Três foram do Vasco (média de 12 estados) e três do Botafogo (média de cinco estados). Dos dez jogos da Globo SP, cinco foram do São Paulo  – veiculados em média para 13 estados. Três do Corinthians (média de 14 estados), dois do Palmeiras (cinco estados) e um do Santos (três estados).

BRASILEIRÃO (RJ VS SP)

Já contando a rodada do último domingo, Globo RJ e SP concorreram treze vezes* pelo Brasileirão, com vantagem de 16 estados alinhados aos cariocas contra 10 aos paulistas.

*Flamengo x Atlético-MG ganhou status nacional por conta do rubro-negro, mesmo sendo uma transmissão da Globo Minas. Naquele fim de semana, Sport x Vasco foi relegado apenas à capital fluminense.

A “partida mais nacional do Brasil” foi justamente Flamengo 0 x 3 Corinthians, com veiculação para nada menos que 26 estados (excluídos o estado de Goiás e a cidade do Rio), condição esta apenas superada pelos jogos da Seleção Brasileira. Em seguida vem Fluminense x Corinthians (25 estados) e São Paulo x Fluminense (24 estados). Acreditem, na outra ponta se encontra o confronto do Flamengo com o Avaí, visto apenas no estado do Rio. Goiás x Corinthians só passou para SP e PR.

Dos treze jogos da Globo RJ (incluída a exceção do asterisco acima) neste cenário, foram sete do Flamengo veiculados em média para 18 estados. Quatro do Fluminense para 13 estados e dois do Vasco para 18 estados. Para SP, foram sete do Corinthians para 11 estados em média, cinco do São Paulo (média de oito estados), dois do Santos (oito estados) e um do Palmeiras para 17 estados (o clássico Palmeiras x SPFC).

TOTAL

A contabilidade por praças  é esclarecedora: denota o apelo dos clubes em face à Globo do seu próprio estado. Mas também subestima exposições. Um exemplo: Fla x Corinthians era da Globo SP e por isto só entrou na conta alvinegra, embora toda a exposição fosse compartilhada. Diante disto, preparamos um ranking contendo o número médio de estados para os quais cada grande paulista ou carioca foi exposto nas 43 partidas de 2015 – seja pela Globo do Rio ou de São Paulo. Ou seja, cariocas veiculados pela filial paulista tiveram exposição também contabilizada para si e vice versa.

*Foram excluídas transmissões restritas a uma cidade, comuns no Campeonato Paulista. Nestes casos, somente o confronto principal foi considerado.

Fig 01

CONCLUSÕES

É lógico que, no tocante ao alcance de uma transmissão, números absolutos podem traduzir pouco. Alguns estados do Norte ou Nordeste, pequenos e pouco populosos, inflam estatísticas e não impactam significativamente sob a ótica do poder aquisitivo. Tendo claro que nem sempre “mais” é “melhor”, parece fato que numa federação formada por 27 estados, a penetração dos clubes do Rio de Janeiro destoa, chamando bastante atenção.

Em maior ou menor escala, os clubes cariocas (e por conseguinte, suas marcas e parceiros) apresentam capilaridade muito superior aos paulistas, fazendo daqueles um foco mais acertado a anunciantes que visem campanhas abrangentes, de cunho nacional. Em contrapartida, o peso econômico de São Paulo aliado à importância das praças que tradicionalmente alinham consigo (PR ou RS, por exemplo) fazem  do seu retorno em mídia algo no mínimo equivalente ao dos cariocas, ultrapassando-os em diversas ocasiões aqui expostas.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Post Patrocinado: As melhores apostas para a 13ª rodada do Brasileirão

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

A cada rodada que passa o Campeonato Brasileiro vai ficando mais emocionante, pois a briga por vagas no G4, pela liderança e para fugir da zona do rebaixamento está a cada dia mais emocionante. Vamos conferir no 188BET quais as melhores opções de apostas online para esta rodada e, quem sabe, até lucrar com o seu esporte favorito.

A rodada começa com uma partida que pode mexer com a zona de rebaixamento e com as primeiras posições, quando o Grêmio receber o Vasco da Gama na Arena Grêmio. O tricolor gaúcho está em terceiro lugar, com 23 pontos e uma vitória nesta partida pode coloca-lo na liderança do campeonato dependendo de outros resultados. Já o Vasco está na zona de rebaixamento com apenas 9 pontos ganhos e com uma vitória pode ganhar uma posição e colocar-se em posição de sair do Z4 na rodada 14. Uma derrota pode deixar o time na lanterna do campeonato em caso de vitória do Joinville, o que afetaria ainda mais o ambiente e o moral dos jogadores e torcedores que não querem ver o cruz-maltino novamente na segunda divisão.

O Grêmio é amplo favorito para vencer este jogo com cotação de 1.43, contra enormes 7.50 para uma vitória do Vasco, e 4.00 para que o jogo termine em empate. O Grêmio vem de derrota para a Chapecoense, enquanto o Vasco sofreu uma goleada contra o São Paulo por 4×0, o que torna o jogo uma chance de redenção para ambos. Para quem acredita que o Grêmio pode vencer o Vasco por mais de um gol de diferença em sua casa, a aposta “Grêmio -1” a 1.84 é uma boa opção, pois a aposta é devolvida caso a vitória seja por apenas um gol de diferença.

No domingo uma situação parecida com o jogo que acabamos de citar acontecerá entre São Paulo e Coritiba. O São Paulo está brigando para chegar às primeiras posições, e depois da goleada aplicada sobre o Vasco o tricolor paulista chegou à 7ª colocação, cinco pontos atrás do líder. Assim uma vitória colocaria o time até na vice-liderança, mas para isso vai precisar superar uma equipe desesperada para sair da zona de rebaixamento, pois o Coxa está na 18ª colocação com apenas nove pontos e pode chegar à lanterna em caso de derrota e vitória de Vasco e Joinville.

Assim como Grêmio em sua partida, o São Paulo é franco favorito para vencer o Coritiba, com cotação de 1.45, contra 7.00 para uma vitória do Coxa e 4.00 para o empate. Assim a aposta mais promissora para esta aposta no mercado de handicap asiático é “São Paulo -1” a 1.87, onde temos 87% de lucro em caso de vitória do time de Rogério Ceni por dois gols ou mais de diferença. Em caso de vitória por um gol de diferença a aposta é devolvida.

Estas são apenas algumas apostas disponíveis para esta rodada no 188BET, onde você encontra apostas esportivas online para todos os jogos do Campeonato Brasileiro. Registre-se e boa sorte!

Match Day – Chile x Argentina (Final da Copa América)

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Fig 0

Foi um final de semana pra lá de especial. Enviado pelo Yahoo Esportes para Santiago, o Blog Teoria dos Jogos teve a honra de estar presente ao Estádio Nacional de Chile, vivenciando uma histórica conquista dos donos da casa sobre a forte seleção argentina. Com isto, pudemos preparar a tradicional análise do match day, nossa segunda em solo internacional (após cobertura da Euro 2012) e primeira na era independente do Blog.

Avaliações desta natureza devem obrigatoriamente começar nos dias que antecedem o evento. É importante que se respire o clima, auferindo expectativas e o envolvimento das pessoas – um grande exemplo foi o engajamento brasileiro durante a Copa 2014. Por chegarmos na noite anterior à finalíssima, alguns pontos se perderam, embora muito ainda se percebesse. Para onde olhávamos, Santiago aparecia “vestida” de Copa América:

Fig 01

Fig 02

Em contrapartida, nenhuma movimentação se verificou em torno da decisão do 3º lugar, entre Peru e Paraguai – a maioria dos bares sequer transmitiu a peleja. Atmosfera transformada por completo com a chegada do sábado:

Fig 03

O frisson entre os chilenos foi tanto que ingressos originalmente vendidos por R$ 200 tinham preço de revenda estimado em inacreditáveis US$ 1 mil. O metrô da cidade, de boa extensão e estrutura física apenas razoável, levava até pouco mais de 1 km do estádio, quando se iniciavam as interdições do entorno. A sensação de chegarmos a uma “cancha” antiga (construída em 1938) e de médio porte (55 mil lugares) aumentava à medida com que nos aproximávamos:

Fig 04

Fig 05

Fig 06

Sem nenhuma reforma aparente, o Estádio Nacional do Chile entrega apenas aquilo a que se propõe: a ambientação para uma partida de futebol. Corredores e banheiros rudimentares remetem ao que se via no Maracanã antes da reforma – não a da Copa, mas a de 1999, quando foram colocadas as primeiras cadeiras.

Fig 07

Fig 08

Por dentro, torcedores proporcionaram um belo colorido vermelho permeado por manchas azuis e brancas. A visibilidade era boa, apesar das arquibancadas se distanciarem pela existência de uma pista de atletismo em volta do gramado. Cadeiras frágeis e desgastadas faziam do espaço para passagem inexistente. Por fim, algo impactante: diversos profissionais (?) assistindo à decisão do alto do telão e da pequena cobertura:

Fig 09

Fig 010

Fig 011

Mesmo havendo quem fomentasse brincadeiras e cânticos de enorme animosidade, a convivência entre chilenos e argentinos se mostrou pacífica – o que não poderia ser garantido em caso de derrota local. Belas demonstrações de respeito deram a tônica em dois momentos: durante o sepulcral “minuto de silêncio” e na hora dos hinos, pois foram distribuídos panfletos que refutavam vaias e fomentavam bons modos.

Fig 012

Veio o jogo. Vieram os pênaltis. Chegou o título!

Fig 013

Em meio à festa dos marmanjos, a imagem que mais tocou ao blogueiro: o choro compulsivo de um pequeno chileno, emocionado, como se na tenra idade já compreendesse a agonia por décadas de desejo e frustrações.

A partir de então, houve de tudo pelas ruas: loucura, carreatas, cânticos, confusão. Eventos reservados a uma cidade que traz em si imensa latinidade – característica à primeira vista menos aparente. O ecoar do “Chi-chi-chi-le-le-le, Viva Chile” só arrefeceu às primeiras horas da manhã.

O Blog Teoria dos Jogos agradece e saúda o portal Yahoo Esportes, fonte de pesquisas e informações, difusor de conhecimentos e amenidades. Entre elas a Copa América, entre elas o futebol. A mais importante entre as coisas menos importantes da vida. Ou o contrário.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o Blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Post Patrocinado: Aposte Online na 11ª rodada do Brasileirão

Header-188BET-728-x-90-Brasileirão1

Chegamos à metade do primeiro turno do Campeonato Brasileiro e o único representante do Nordeste na primeira divisão segue firme na liderança após aplicar uma vitória incontestável sobre o Internacional. Na zona de rebaixamento a briga também promete esquentar após a recuperação do Vasco, portanto a 11ª rodada promete ser quente. Vamos procurar no 188BET quais são as melhores apostas online para esta rodada.

Se podemos eleger um jogo que tem tudo para ser emocionante e bom de se assistir, este jogo é São Paulo x Fluminense. Os dois tricolores estão lutando por uma vaga na Libertadores 2016 e uma vitória pode colocar o Fluminense na liderança do campeonato, enquanto três pontos para o tricolor paulista significariam uma possível entrada no G4, dependendo de outros resultados. Apesar do bom time que tem, o São Paulo tem tido dias difíceis após a goleada sofrida pelo Palmeiras por 4×0 e pela última derrota para o Atlético Paranaense fora de casa. De volta ao Morumbi, o tricolor paulista terá o retorno de Luís Fabiano, Rafael Toloi e Hudson para esta partida. Já o tricolor carioca vem está embalado com três vitórias consecutivas, a última delas contra o Santos. As escalações deverão ser Rogério Ceni; Auro, R. Toloi, Lucão (Edson Silva) e Carlinhos; Hudson, Wesley, M. Bastos, Ganso e Pato (Centurión); Luis Fabiano para o São Paulo, e Diego Cavalieri; W. Silva, Marlon, Antônio Carlos (Gum) e Giovanni; Edson, Jean, Wagner e Gerson; Marcos Junior e Fred do lado do Fluminense.

No 188BET o favorito para vencer a partida é o São Paulo, com cotação de 1.77, contra 4.50 para uma vitória do Fluminense e 3.40 para o empate. Para um jogo que promete ser muito equilibrado, levando-se em consideração os altos e baixos de cada equipe no momento, talvez a melhor opção seja apostar no mercado de gols. A aposta “acima de 2 gols” paga a cotação de 1.76 e pode ser muito segura, pois se houver exatamente dois gols no jogo a aposta é devolvida. Temos 76% de lucro em caso de três ou mais gols serem marcados, o que é bastante possível com Fred e Luís Fabiano em campo.

Continuando em São Paulo, um jogo que também promete bastante emoção acontecerá entre Ponte Preta e Palmeiras. A equipe de Campinas começou muito bem o campeonato, mas caiu de produção nas últimas rodadas e já se encontra no meio da tabela, em oitavo lugar após a derrota por 2×0 para o Corinthians. Já o Palmeiras está subindo de produção após vencer 3 dos últimos 4 jogos, um deles por 4×0 sobre o rival São Paulo. Apesar de ter o mando de campo, a Ponte Preta escolheu jogar em Cuiabá por questões financeiras, e além disso irá a campo sem três titulares importantes: Renato Cajá, Fernando Bob e Biro Biro. Já o Palmeiras irá com força máxima para esta partida, incluindo a nova contratação do time, Leandro Almeida. O provável time palmeirense para esta partida deverá ser Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel e Arouca; Rafael Marques, Robinho e Dudu; Leandro Pereira. A Ponte deverá entrar em campo com Marcelo Lomba, Rodinei, Chaves, Pablo, Gilson, Josimar, Roni, Felipe Azevedo, Paulinho, Adrianinho e Diego Oliveira.

O 188BET colocou o Palmeiras como favorito para esta partida, com cotação de 1.83, contra 4.25 para a vitória da Ponte e 3.35 para o empate. Com as informações de desfalques na Ponte Preta e em um estádio onde a grande maioria da torcida deverá ser do Palmeiras, apostar no que o Palmeiras termina o primeiro tempo vencendo paga a cotação de 2.70 e pode ser uma grande aposta para esta partida.

Aproveite as ótimas cotações do 188BET e faça suas apostas online em um dos sites de apostas mais confiáveis do mundo, adicionando ainda mais emoção à 11ª rodada do Brasileirão.