Arquivos da categoria: Pesquisas internacionais

A Pesquisa da Vez: Espanha 2014

Em tempos de muitos mapeamentos nacionais e poucos locais, sai do forno mais uma pesquisa sobre o perfil nacional das torcidas. Só que desta vez do outro lado do oceano: na Espanha. Um estudo elaborado pelo Centro de Investigaciones Sociológicas (CIS) e publicado pelo Jot Down.es trouxe à tona a mais reveladora pesquisa de torcidas no país onde Messi e Cristiano Ronaldo desfilam seu talento. Os resultados, relativamente semelhantes ao que se verifica numa certo país tropical, serão expostos a seguir.

Inicialmente a pesquisa traça um perfil da preferência esportiva espanhola, país onde o futebol também é soberano:

Fig 01

Chama atenção o fato de os espanhóis também denominarem o futebol como “ópio do povo”, discutindo as razões pelas quais centraliza tanta mídia em detrimento dos demais esportes. Certas questões parecem não ter pátria.

Agora, a preferência por clubes de futebol no país:

Fig 02

A tabela acima confirma a expressão “Espanholização” como sinônimo de concentração entre torcidas. Sozinhos, Real Madrid e Barcelona  representam incríveis 63,3% da torcida espanhola: 37,9% para os merengues e 25,4% para os culés. Um verdadeiro precipício separa a dupla de Atlético de Madrid (6,1%), Valencia (3,5%), Athletic Bilbao (3,3%) e Betis (3,2%). Outras oito agremiações (fora a seleção espanhola) marcam de 1% a 2%, enquanto sete torcidas não ultrapassam a marca unitária.

Para compararmos este panorama com o que se verifica no Brasil, é preciso uma normatização. Os números do país europeu não contemplam pessoas “sem clube”, de modo que estes percentuais se referem à torcida, e não à população espanhola. Por aqui, a estatística costuma contemplar a população geral. Com base na enquete Datafolha-2014, fizemos esta adaptação para uma melhor comparação:

Fig 03

O Flamengo detém 23,4% da torcida brasileira, enquanto o Corinthians concentra 18,2%. A soma de ambos, embora vultosa (41,6%), se encontra 21,7 pontos percentuais abaixo do que Real e Barcelona representam em seu país. Ainda assim, há semelhanças entre a dupla daqui e a de lá:

Fig 04

A análise do perfil geográfico denota um Real Madrid muito mais espalhado, sendo a maior torcida em 21 dos 40 territórios – empata com o Barcelona em três. O Barça é líder em oito províncias, já considerando as três onde ficam empatados. Mal comparando, é como se o Real tivesse um perfil semelhante ao do Flamengo, enquanto o Barcelona seria o Corinthians. A maior diferença com relação ao Brasil é o grande número de territórios (doze) dominados por forças locais. O percentual dos três maiores em cada província pode ser visto aqui:

Fig 05

Quanto ao perfil social, outra semelhança: a diferença entre Real e Barcelona diminui em meio aos mais ricos, aumentando entre os menos qualificados. Trata-se de situação em linha com o que acontece no Brasil, onde a torcida do Fla é mais popular e a do Corinthians mais rica:

Fig 06

A pesquisa completa, muito pormenorizada, por ser acessada aqui e aqui. O material contempla diversas análises relacionadas à ideologia e ao perfil eleitoral de cada torcida, além de detalhar a distribuição geográfica dos adeptos de Real Madrid e Barcelona.

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o blog Teoria dos Jogos no Facebook!

Agradecimentos ao leitor Ivens Thomaz pela contribuição