A Pesquisa da Vez: Brasil 2014 – E O DATAFOLHA SUCUMBIU…

Parabéns a você, cujo verdadeiro compromisso é perante os fatos. Parabéns, leitor do novo Blog Teoria dos Jogos, que desde ontem pressiona o Datafolha pela divulgação de uma pesquisa estranhamente ocultada pelo instituto. Pouco mais de 24 horas após a coluna “A pesquisa ‘esquecida pelo Datafolha’”, eles sucumbiram aos clamores.

Vejam se não:

Capa Folha

A manchete nem de longe se aproxima da exaltação do “empate técnico” a favor do Corinthians. Aliás, o clube paulista segue na chamada mesmo separado do Flamengo por estratosféricos quatro pontos percentuais. “Um em cada três torce para Flamengo ou Corinthians”, diz a Folha. Problema nenhum. O que se quer – o que se EXIGE – é tão somente transparência no trato com os números. E através do Blog Teoria dos Jogos eles vieram a público:

Fig 01

Não analisaremos os resultados gerais pois, além de auto explicativos, não trazem informações novas. Por sexo, a confirmação de uma constante abordagem: o Corinthians é o único em equilíbrio entre torcedores e torcedoras – os demais possuem maioria masculina. Sendo assim, a vantagem do Flamengo é maior entre eles (19% a 14%), enquanto o São Paulo (9%) reduz a diferença. Talvez a explicação recaia justamente no maior mérito corintiano: torcida que mais cresce no Brasil, atrai proporcionalmente pessoas com menor ligação ao esporte. Trata-se, ao mesmo tempo, de uma dificuldade e uma oportunidade.

Ainda em termos de gênero, destaque para o resultado do Santos, que marcou nada menos que 5% entre homens – ultrapassando Cruzeiro e Grêmio. Se a tendência se confirmar, seria o primeiro resultado sólido atribuído às duas grandes gerações de “Meninos da Vila” (2002-2004 e 2010-2012). Menção honrosa também para Botafogo e Fluminense (3% entre homens), longe de qualquer empate com as ascendentes torcidas nordestinas.

Em tempo: incompreensível alijamento dos clubes pernambucanos na amostra. Prova cabal de que a metodologia ainda precisa melhorar para que as pesquisas Datafolha apresentem resultados mais consistentes.

Por faixa etária, soterra-se a velha máxima: a torcida do Corinthians não vai ultrapassar a do Flamengo. Pelo contrário. A diferença aumenta quando se caminha dos “25 a 34 anos” (20% a 16% pró-Fla) para “16 a 24 anos”. Entre jovens, nada menos que um quarto do Brasil torce pelo Flamengo (25%). Ainda que em crescimento, o Corinthians estaciona nos 18%, consolidando o Rubro-Negro como “torcida do futuro”.

Um contraponto: as massas de São Paulo (Corinthians + São Paulo + Palmeiras + Santos) já são maiores no agregado, numa diferença que só faz aumentar. O G4 paulista sai dos atuais 31% para 38% na faixa etária jovem. Já o quarteto carioca (Flamengo + Vasco + Fluminense + Botafogo) cresce de 27% a 32%, sendo os três últimos em situação de estagnação ou queda em seus quantitativos. Uma péssima notícia para o futebol do Rio de Janeiro.

Por escolaridade, renda e ocupação:

Fig 02

Primeiro, o poder de compra: economicamente, a torcida do Corinthians dá um banho, detendo 16% dos torcedores que auferem mais de 10 salários mínimos (R$ 7.240,00). O Flamengo fica inclusive atrás do São Paulo neste quesito (11% a 12%). Eis a justificativa da massificação corintiana em plena mídia. Em boa dose fincada na cidade de São Paulo – sede de quase todo o mercado publicitário – ela acaba por veicular aquilo que considera gerar mais retorno. Há apenas que se considerar o boom da classe média, já que os flamenguistas são maioria absoluta abaixo dos 5 salários-mínimos.

Ainda no tocante à renda, pode-se dizer que São Paulo, Santos, Internacional e Botafogo seriam nossas verdadeiras torcidas de elite. Todas se concentram nas classes de renda mais alta, sem o equilíbrio verificado na maioria das outras. O único clube verdadeiramente de massa (maior entre os mais pobres) seria o próprio Flamengo, já citado na explanação anterior.

Já no que se refere à escolaridade, São Paulo (10% em nível superior), Palmeiras (8%), Vasco (7%), Internacional (4%) e Botafogo (4%) crescem à medida com que se aumentam os anos de estudo. Novamente o Fluminense – notória “torcida de elite” do Rio de Janeiro – se vê atrás do rival Botafogo nos quesitos abordados.

Agora, a importante configuração geográfica:

Fig 03

Como se sabe, a maior do Sudeste é a torcida do Corinthians – sediado num estado com 41 milhões de habitantes. A Fiel angaria 20% da população, frente a 14% de flamenguistas e 10% de são paulinos. O Palmeiras marca 8% e a grande torcida cruzeirense vem com 7%. O Atlético-MG alcança o Vasco (ambos 5%), com Santos (4%), Fluminense e Botafogo (3%) nos calcanhares.

O Sul é território gremista. Tricolores atingem expressivos 22%, contra 18% de colorados. Com base em Santa Catarina, o Flamengo surge com 6%, empatado com o Corinthians – fenômeno paranaense. Mas a surpresa foram os 6% também registrados pelo Santos. Só questões relativas à margem de erro explicariam os 3% atribuídos ao Coritiba frente a 1% do Atlético-PR.

O Flamengo comanda no resto do país. Marca 24% no Nordeste, cresce a 25% no Centro-Oeste e verifica um apogeu de inacreditáveis 32% na região Norte. Destaca-se também o Corinthians como segunda maior torcida em todas estas regiões (10%, 15% e 11% respectivamente). Vascaínos suplantam são paulinos e palmeirenses no Norte/Nordeste (7% em ambos), mas perdem na região Centro Oeste – por conta da influência paulista no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul.

Por fim, o Flamengo amplia domínios em municípios de pequeno porte (19% abaixo de 50 mil habitantes), embora atinja o mesmo patamar em capitais de estado. O São Paulo trilha caminho oposto, marcando 9% em municípios acima dos 500 mil habitantes. O perfil do Grêmio é, no mínimo, estranho: de 7% (200 mil a 500 mil habitantes), despenca a 1% em locais com mais de meio milhão de pessoas.

Diversas outras análises podem ser feitas, assim como alguns clubes tiveram seus números pouco abordados. Convido-lhes a me ajudarem neste processo. Debatamos a pesquisa nos comentários da coluna?

Um grande abraço e saudações!

E-mail da coluna: teoriadosjogos@globo.com

Siga @vpaiva_btj

Curtam o blog Teoria dos Jogos no Facebook!

30 comentários sobre “A Pesquisa da Vez: Brasil 2014 – E O DATAFOLHA SUCUMBIU…

  1. “Como se sabe, a maior do Sudeste é a torcida do Corinthians – sediado num estado com 41 milhões de habitantes. A Fiel angaria 20% da população, frente a 14% de flamenguistas e 10% de são paulinos. O Palmeiras marca 8% e a grande torcida cruzeirense vem com 7%. O Atlético-MG alcança o Vasco (ambos 5%), com Santos (4%), Fluminense e Botafogo (3%) nos calcanhares”.
    ————————————————————————————————————-
    -Vinícius,só discordo destes 6%.O Datafolha publicou que seria 5% nessa região e demorou quase 1 mês pra publicar,diferente das outras regiões que saíram rapidamente na mídia!muito estranho…Ficou a impressão que tiraram do Vasco para favorecer o Corínthians ,que o Ibope mesmo deu somente 2% de diferença entre os clubes.O Vasco não pode ter a mesma quantidade de torcedores que o Atlético Mineiro no Sudeste e com torcida menor que o Cruzeiro……..peraí,né?

    Sou Flamengo,mas não acredito que o Vasco tenha menos torcida que estes times nunca!…pra mim é a segunda torcida do Norte,Nordeste sim…duvide de tudo que sai de Institutos Paulistas!…se publicaram estes números,provavelmente a torcida do Flamengo é bem maior.

    Parabéns por vc nos dar essa informação,não fosse o blog,ninguém saberia dessa pesquisa!

    1. Amigo, a força das torcidas de Cruzeiro e Atlético no sudeste se dá por causa de Minas Gerais. Por acaso vc não sabe que MG possui 20 milhões de habitantes, contra apenas 16 milhões do RJ?
      obs.: sou Flamenguista de Uberlândia-MG, aqui até que tem muito vascaíno, mas fluminenses e botafoguenses são poucos.

  2. Outra questão é: se o resultado aferido em junho de 2014 fosse 18% de alvinegros paulistas e 14% de rubro-negros cariocas, o resultado já teria sido destacado nas páginas da Folha de S. Paulo? De que forma? As duas torcidas com um terço da popularidade geral ou uma superando a outra? Só saberemos na próxima pesquisa…

  3. ui nossa, qto rancor do jornalista flamenguista! deixa de ser bobo e para com esse bairrismo em relação a SP, seu texto é bem dirigido ao ódio, relaxa ai carioca

  4. Belíssimo trabalho, Vinícius !!!

    Há duas situações no futebol que são incontestes, indiscutíveis: Pelé e a torcida do Flamengo.

    Quem tenta abrir discussões sobre os dois assuntos, tá no mínimo querendo manipular opiniões aparecer ou infelizmente é desprovido de cérebro mesmo..

    SRN!

  5. A situação no RJ é clara desde uma pesquisa no começo dos anos 2000 do Ibope : não cabem 4 na era do futebol negócio. Um vira América. Me parece que já foi feito o encaminhamento.

  6. pesquisa totalmente furada no sul, coritiba com 3% e atletico com 1%, torcida do flamengo empatada com o Corinthians com 6%??? a do Corinthians é o dobro no sul da do flamengo, e o mais bizarro o santos com 6% no sul empatado com Corinthians e Flamengo?? pera ai, essa realidade é fantasiosa demais.

  7. O Vinicius, bom dia.
    Por essa pesquisa, a torcida do Corinthians é maior que a do Flamego entre 60 ou +. Poderíamos soterrar a velha máxima que a torcida do Flamengo sempre foi a maior do Brasil?

  8. Eu sou tricolor carioca e acredito em pesquisas, lendo esta atual, quero dar os meus sinceros parabéns à torcida do Fluminense porque, sendo ela seis vezes menor do que a do Flamengo, quase a metade da do Vasco e igual a do Botafogo, em momento algum esta inferioridade ou igualdade se traduziu em números, seja em média de público, número de sócios-torcedores, venda de pay per view ou mesmo em média de audiência na televisão, senão vejamos: em média de público temos 23.061 contra 16.977 do Fla, 9.503 do Vasco e 5.563 do Bota. Sócios-torcedores: Fla 54.524, Flu 22.728, Vasco 14.288 e Bota 11.367. Venda de pay per view (2013): Fla 14,64%, Vasco 8,25%, Flu 5,99% e Bota 3,88%. Médias de audiência são muito variáveis, mas os jogos do Fla nunca dão o dobro da audiência do Flu, pelo contrário, ficam bem próximos na casa entre 17 a 22%.
    Como podem reparar, em nenhum dos quesitos a diferença quantitativa entre as torcidas do Fla e do Vasco prevalece nos resultados de aferição de participação dos torcedores, pelo contrário, em termos proporcionais a torcida do Flu é bem mais participativa do que estas duas torcidas, inclusive vencendo o Fla e Vasco na média de publico e só o Vasco no número de sócios-torcedores. E não faz feio nos números do pay per view. Com relação ao Botafogo eu nem vou comentar, é até covardia a nossa superioridade, aliás, mesmo acreditando nas pesquisas, eu não consigo entender esta superioridade maciça dos nossos números sobre o Botafogo, até porque alguns deles são de 2013 quando fizemos uma péssima campanha no Brasileirão.
    Parabéns Tricolores, nós estamos de parabéns.

  9. Ola Vinicius

    Parabéns pela abordagem da pesquisa sempre muito técnico, mas gostaria de apontar algumas falhas com todo o respeito se me permite

    ” Entre jovens, nada menos que um quarto do Brasil torce pelo Flamengo (25%)”

    Erro grosseiro por que mais de Um Quarto da população alegou não torcer para nenhum time. o Correto seria dizer 25% dos torcedores jovens. O que como você que e especialista no assunto sabe que é bem mais baixo.

    O Segundo erro é a previsão: Rubro-Negro como “torcida do futuro”. e ” maior mérito corintiano: torcida que mais cresce no Brasil,”

    Não existe coerência em suas afirmações concorda comigo?

    Em outro “post” voce vanglorio a nova diretoria do fla que em 15 dias “arrumou a casa” a pergunta que casa?

    Cade a arrumação???

    O Flamengo só mantera sua torida com titulos não com distroções

    Um abraço

      1. Sim você tem todo o meu respeito, mas a pesquisa fala do futuro e as “glorias do CRF” alem de serem muito subjetivas estão em um passado distante. Eu vivi a era de ouro do flamengo e o clube era exemplo a ser seguido em todas as áreas, não só administrativa, mas também esportiva e principalmente, ética, isso ficou para trás, o SCCP não vivi era melhor é só o time mais popular no estado mais rico da federação, e um pouco melhor organizado que o CRF. abraços e para de clubismo.

  10. Estranhei apenas os dados da região Sul, onde o percentual de Santistas é irreal, pois apenas no Norte do estado do Paraná que se encontrar um bom contingente de torcedores, mas em escala bem menor que de Corinthianos. Além de que é senso comum aqui no estado que a torcida do Atlético e maior que a do Coritiba e aparecer com apenas 1% da preferência é estranhíssimo. Como também a torcida do São Paulo aparecer com o dobro de pontos percentuais que a do Palmeiras. Do restante a pesquisa está bem coerente com a realidade

    1. Também sempre ouvi que a torcida do Atlético é ligeiramente maior que a do Coxa, assim como desde sempre ouvi que as torcidas de Palmeiras e São Paulo praticamente se equivalem no sul, ambas superando e muito a do Santos. Mesmo não sendo paranaense e nem morando no sul do país, esses números me chamaram a atenção.

  11. Absurdo essa pesquisa! Sou nordestino, de S.Luís/MA, tenho uma certa escolaridade e senso crítico e não posso concordar com esses dados levantados apesar de obviamente respeitá-los. Para mim que moro na região e sou torcedor de corpo, alma e coração do meu Flamengo (sem essa balela criada pra minimizar a importância do FLA no nordeste de ser segunda torcida pro nordestino! Preconceito e desinformação pura!!) fica parecendo que essa pesquisa é totalmente furada e sem noção de realidade nenhuma. Pois qualquer pessoa mais desavisada percebe o tamanho da torcida do Vasco da Gama nas regiões Norte e Nordeste deste país. Sendo essa disparada a maior depois, é claro, da torcida do Mengão! Na contra o corinthians, apesar de que não gosto nem admiro esse time sobretudo pela sua torcida complexada com grandeza. Mas enfim aqui no Norte/Nordeste sua torcida está, creio eu, no máximo em quinto ou sexto lugar, haja vista que as torcidas das regiões, a exmpl, de Sampaio Correa-MA, Moto Clube-MA, Paysandu-PA, Remo-PA, Santa Cruz-PE etc, são sem dúvidas grandes torcidas. Ai vem uma pesquisa dessas! Só não percebe discrepâncias, incoerências ou mesmo inverdades aquele que não quer ver, ou é tão fanático a ponto de preferir se iludir com a mentira! SRN/SLZ-MA

  12. torcedores de flamengo e corinthians são 99% de tontos . vasco é vasco se tornou gigante pelas suas forças e não por causa de midia e roubalheiras. nosso povo é semi analfabeto e com pouca cultura por isso que tem muito corinthiano em sampa e flamenguistas no brasil

Deixe uma resposta